Estudo da função hepática de ratos espontaneamente hipertensos submetidos a diferentes pressões intraperitoneais

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2001
Autores
Chida, Valeria Vieira [UNIFESP]
Orientadores
Montero, Edna Frasson de Souza [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Com a proposicao de se avaliar a funcao hepatica de ratos hipertensos submetidos a baixa ou alta pressao de pneumoperitonio, foram utilizados 60 ratos os animais foram distribuidos em dois grupos (n=30), de acordo com a pressao de pneumoperitonio de 4 e 10 mmHg, sendo 15 animais da linhagem EM-I Wistar e 15 animais da linhagem SHR. Logo apos a pesagem, os animais foram submetidos a anestesia com cetamina e xilazina intramuscular e, em seguida, submetidos a pneumoperitonio, durante hora e desinsuflacao por mais hora oram coletadas amostras sanguineas logo apos a realizacao do l cateterismo da arteria femoral esquerda, apos uma hora de insuflacao, assim como, depois de uma hora de desinsuflacao Estas amostras foram encaminhadas para a avaliacao das enzimas hepaticas (ASA AL DHI) e bilirrubinas(total, direta e indireta). O nivel de significancia estatistico foi estabelecido em 5 por cento. Com pneumoperitonio de 4mmHg a AST e a AL apresentaram niveis iniciais menores do que apos a insuflacao e a desinsuflacao enquanto a DHL a BT e a BD nao se alteraram em ambas as linhagens. Na pressao d 10mmHg a AST e a DHL nao se alteraram nos ratos normotensos e aumentaram nos hipertensos, a BD nao se alterou, a ALT e a BT aumentaram em ambas as linhagens. Desta forma, conclui-se que a funcao hepatica mostrou-se alterada e a medida do tempo apos a desinsuflacao foi curta para evidenciar uma eventual reversao dessas alteracoes, tanto nos animais hipertensos, como nos animais higidos
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2001. 47 p. tabgraf.