O desenvolvimento de crianças nascidas pré-termo no terceiro ano de vida

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2001
Autores
Isotani, Selma Mie [UNIFESP]
Orientadores
Kopelman, Benjamin Israel [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A prematuridade e o baixo peso vêm se constituindo em indicadores de risco para o desenvolvimento infantil. Existem controvérsias quanto à existência e à época de ocorrência de um fenômeno de recuperaçao, "catch-up", no desenvolvimento de recém-nascidos pré-termo, geralmente relatado por volta dos 24 meses de vida. O presente estudo tem por objetivo caracterizar o desenvolvimento de crianças nascidas pré-termo e de baixo peso, no terceiro ano de vida, através da comparaçao de desempenho com nascidos a termo. Foi também de interesse verificar os efeitos do sexo e do diagnóstico neurológico neste desenvolvimento. A amostra foi constituída por 60 crianças, 30 nascidas pré-termo e com peso ao nascimento inferior a 2000 gramas, constituindo o GPT, e 30 nascidas a termo, com peso ao nascer superior a 2500 gramas, constituindo o GT. Na avaliaçao do desenvolvimento foi utilizado o TEPSI - Teste de Desenvolvimento Psicomotor 2 a 5 anos (HAEUSSLER & MARCHANT, 1991), que avalia as áreas de Coordenaçao, Linguagem e Motricidade. O GPT obteve desempenhos significativamente piores que o GT, nas áreas de Coordenaçao, Linguagem e no teste total, independente do diagnóstico neurológico. O sexo nao interferiu no resultado da avaliaçao de desenvolvimento. Foi verificada concordância entre o diagnóstico neurológico e a avaliaçao do desenvolvimento na área de Motricidade. Concluímos que há a necessidade de programas multiprofissionais de acompanhamento e intervençao no desenvolvimento de RNPT,
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2001. 88 p. ilustabgraf.