Analise dos mecanismos imunológicos gerados pela imunização experimental contra doença de Chagas e malária

Show simple item record

dc.contributor.advisor Rodrigues, Mauricio Martins [UNIFESP]
dc.contributor.author Costa, Fabio Trindade Maranhão [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:01:30Z
dc.date.available 2015-12-06T23:01:30Z
dc.date.issued 2001
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2001. 149 p. ilustab.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17312
dc.description.abstract Durante a tese de Mestrado, eu descrevi que a imunizacao de camundongos BALB/c com um plasmidio contendo o gene da trans-sialidase foi capaz de induzir imunidade protetora contra a infeccao pelo Trypanosoma cruzi. Baseados nos resultados obtidos anteriormente, a primeira parte deste trabalho teve o intuito de analisar a imunidade celular induzida pela vacinacao genetica com o gene da TS. Observamos em animais imunizados a presenca de esplenocitos CD4+ e CD8+ especificos para a TS e que produziam IFN-g, mas nao IL-4 ou IL-10. Posteriormente, estes linfocitos T foram caracterizados a nivel clonal, e os clones de linfocitos T CD4+ citotoxicos secretavam IFN-g mas nao IL-4 ou IL-10, sendo definido portanto como Th1. Obtivemos tambem clones Th2 secretores de IL-4 e IL-10, mas nao de IFN-g Todos os clones T CDB+ gerados apresentaram atividade citotoxica in vitro e foram capazes de secretar IFN-g, mas nao IL-4 ou IL-10. 0 mais importante foi o fato que clones T CD4+ Th1 ou CD8+ Tc1 foram capazes de inibir, respectivamente, o desenvolvimento in vitro do T. cruzi em culturas de macrofagos ou fibroblastos infectados. Estes resultados mostraram que a imunizacao genetica e capaz de induzir linfocitos T CD4+ Th1 e CD8+ Tc1 potencialmente protetores, reforcando assim a possibilidade do uso desta estrategia de imunizacao no desenvolvimento de uma vacina preventiva ou terapeutica contra doenca de Chagas. Na segunda parte deste trabalho, reavaliamos a capacidade da imunizacao com plasmidios contendo o gene da proteina do circumsporozoita (CS) de Plasmodium yoelii com o intuito de aprofundar os estudos dos mecanismos imunologicos induzidos pela vacinacao genetica contra malaria experimental. Entretanto, ao contrario do que esta descrito na literatura, fomos incapazes de induzir imunidade protetora contra a infeccao experimental. A ausencia de protecao em nossos experimentos nao estava relacionada com a falta de resposta imune. Entretanto, observamos que os anticorpos induzidos pela imunizacao com o gene da proteina CS nao foram capazes de inibir a penetracao de esporozoitas em culturas de hepatocitos. Alem de anticorpos, observamos a presenca de linfocitos T CD8+ produtores de IFN-g e capazes de reconhecer o epitopo citotoxico da proteina CS. 0 numero destas celulas produtoras de IFN-g no baco de animais imunizados foi semelhante ao descrito por outros grupos utilizando o mesmo gene. Nossos resultados sugerem que a...(au) pt
dc.format.extent 149 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Alergia e Imunologia pt
dc.subject Trypanosoma cruzi pt
dc.subject Plasmodium yoelii pt
dc.title Analise dos mecanismos imunológicos gerados pela imunização experimental contra doença de Chagas e malária pt
dc.title.alternative Analysis of the immunological mechanisms generated by experimental immunization against Chagas' disease and malaria en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-017122.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account