Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Solange Maria da [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:01:24Z
dc.date.available2015-12-06T23:01:24Z
dc.date.issued2001
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2001. 94 p. ilustab.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17222
dc.description.abstractVarios cDNAs codificando potenciais toxinas, isolados da glandula de M corallinus (cobra coral), foram descritos por HO et al., 1995. Um deste cDNAs, o clone VI, codificando para uma potencial neurotoxina foi utilizado neste estudo, para expressao no sistema P. pastoris, uma levedura metilotrofica. O cDNA foi amplificado por tecnica de PCR, onde oligonucleotideos apropriados foram usados para remover o peptideo sinal e introduzir sitios de restricao compativel com o vetor de expressao. O produto do PCR foi subclonado no vetor pPlC-9 e a construcao foi confirmada por analise de restricao e sequenciamento do 5'final. A construcao pPlC-9+V1 foi linearizado e usada para transformar celulas competente P pastoris. Transformantes His+Mut- foram selecionadas e sua capacidade de secretar toxina recombinante para o meio de cultura foram analisadas por SDS-PAGE. Uma banda muito fraca correspondente a massa molecular esperada (6.5kDa) foi detectada em algumas culturas. Uma dessas foi revelada com o soro contra o veneno total da coral (I. Butantan). Uma larga escala de cultura foi preparada e usada e purificada por FPLC utilizando uma coluna de gel filtracao (Superose 12). Dois dos muitos picos foram selecionados para estudos funcionais em sistema Campo Aberto. As fracoes foram injetada (i.p.) em camundongos, observando assim uma reducao locomotora, a qual sugere que este polipepitideo provavelmente participe no sistema nervoso central. A analise por espectrometria de massa demonstrou que este componente sao proteolizados na forma de toxina madura. Dificuldades significantes foram encontradas para analisar a proteina recombinante, devido ao alto conteudo de A+T encontrada na sequencia que codifica a neurotoxina, expressando num baixo nivel de expressao. Na tentativa de superar este problema, nos tentamos melhor a efiCiência da expressao da proteina, atraves de um gene sintetico, o qual foi designado de acordo com os codons preferenciais da P pastoris, com a ajuda do programa RNAdraw. Dez oligos foram sintetizado, um anelamento por PCR foi feito e em seguida ligados. O produto de PCR foi usado como template para outro PCR. O produto deste segundo PCR foi clonado em PGEM-T e transformado em DH5a. A construcao foi por sequenciamento de DNA. Em seguida clonado em pRSET-C (bacteria) e pPlC-9K(levedura) e induzidos para expressao da toxinapt
dc.format.extent94 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectVenenos de Serpentespt
dc.subjectNeurotoxinaspt
dc.titleExpressao e caracterizacao de uma potencial neurotoxina de veneno da serpente Micrucus corallinus(cobra coral)pt
dc.title.alternativeExpression and characterization of a potencial neurotoxin from the venom of the snake Micrucus corallinus(cobra coral)en
dc.typeDissertação de mestrado
dc.identifier.fileepm-017019.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusUniversidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicinapt


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record