Expressao do antigeno nuclear de proliferacao celular no lobulo mamario de mulheres sob tratamento com anticoncepcional hormonal combinado oral

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2000
Autores
Goncalves, Thiers Deda [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Estudos sobre efeitos dos ACHO no mama normal ainda sao controversos. Existem poucos trabalhos referentes a este respeito, sobretudo no que se refere ao estudo do estroma intralobular, que e metabolicamente ativo e mantem interdependencia com o epitelio lobular. Esses sao conflitantes e foram realizados sem a distincao do tipo de anticoncepcional. Por isso, prop6s-se a estudar a atividade proliferativa do lobulo mamario em usuarios de anticoncepcional hormonal oral combinado contendo l5Omg de levonorgestrel e 3Omg de etinilestradiol, durante quatro cicios de uso, com intervalos de sete dias entre os ciclos. Forem selecionados 36 pacientes, divididas em dois grupos: grupo A (estudo), constituido por 15 mulheres, as quais foi administrado anticoncepcional hormonal combinado oral, e grupo R (ou controle), constituido de 21 mulheres, que nao usaram a medicacao e que se encontravam na fase lutea do cicio menstrual. Foram obtidas amostras de tecido mamario normal adjacente a nodulos benignos, no momento da cirurgia, que ocorreu, no grupo estudo, entre os 24§ e 26§ dias do quarto ciclo e, no grupo controle, entre os 23§ e 26§ dias do ciclo menstrual. O material foi fixado em formol a 10 por cento , posteriormente em parafina e cortado para coloracao com hematoxilina e eosina, para os diagnosticos histologicos do nodulo e do tecido adjacente. Das 36 pacientes, 16 foram excluidas do protocolo, sendo cinco do grupo estudo e 11 do controle, em virtude do material ser inadequado ou insuficiente, restando entao 20 aptas ao estudo, 10 em cada grupo. Posteriormente, realizou-se a reacao imunohistoquimica com anticorpo anti-PCNA do tipo PC 10. Obteve-se expressao de 16,88 por cento e 19,26 por cento de celulas coradas nos epitelios dos grupos estudo e controle, respectivamente. Com relacao ao estroma intralobular, obteve-se imunoexpressao de 9,97 por cento , no grupo estudo, e de 9,99 por cento no grupo controle. O presente estudo demonstrou nao haver diferenca estatisticamente significativa na atividade proliferativa do lobulo mamario entre as mulheres que tomaram pilulas por quatro ciclos e aquelas na segunda metade do ciclo menstrual natural
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2000. 123 p. ilustab.
Coleções