Ressonância magnética dos músculos da mastigação e da articulação temporomandibular na distrofia miotônica de Steinert

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2000
Autores
Zanoteli, Edmar [UNIFESP]
Orientadores
Oliveira, Acary Souza Bulle [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A distrofia miotonica de Steinert (DM) e uma doenca multissistemica com o gene responsavel localizado no cromossomo 19. O envolvimento muscular e caracterizado por miotonia e fraqueza que em geral iniciam na segunda ou terceira decadas de vida. Os musculos das porcoes distais dos membros e os musculos faciais, mastigatorios e cervicais sao preferencialmente afetados. Estudos clinicos e ultrasonografico tem demonstrado que os musculos masseteres e temporais sao frequentemente envolvidos. Tal observacao tem sido associada a descricao de anormalidades oclusais dentarias e craniofaciais nestes pacientes. O objetivo deste estudo foi o de avaliar o envolvimento dos musculos mastigatorios em pacientes com DM atraves de ressonancia magnetica (RM); e os possiveis efeitos de tal envolvimento sobre a articulacao temporomandibular (ATM). O exame de RM (l.5 T, Signa) da ATM foi realizado em 15 pacientes com DM, 11 homens e 4 mulheres, 16 a 53 anos (media = 30,9 anos), com bobina de superficie. Foram obtidas imagens sagitais e coronais sobre a ATM, com a boca fechada e em abertura maxima, em T1 e T2. Os pacientes nao apresentavam sintomatologia clinica de disfuncao temporomandibular. Tres deles tinham queixa de deslocacao recorrente da mandibula. A maioria deles apresentavam maloclusao dentaria, especialmente classe 111 de Angle e mordida aberta anterior. A analise dos musculos mastigatorios (temporal, masseter, pterigoideos medial e lateral) foi baseada na presenca anormal de hipersinal intramuscular (degeneracao gordurosa) e de reducao volumetrica. Com relacao as imagens da ATM, foram avaliados o posicionamento e a forma do disco articular, a presenca de liquido intra-articular, a excursao da cabeca da mandibula e as anormalidades osseas (presenca de edema e/ou esclerose da matriz ossea, irregularidades do contorno e da forma dos componentes osseos). Os musculos mastigatorios foram considerados comprometidos em 13 pacientes. Sendo que, em onze destes, o comprometimento foi considerado moderado ou intenso. As anormalidades observadas pela RM foram aumento da intensidade de sinal no tecido muscular em Tl (degeneracao gordurosa) e atrofia muscular. Com relacao a analise da ATM, deslocamento do disco articular parcial foi observado em apenas em um paciente, unilateralmente, e com reducao. Entretanto a forma do disco apresentava-se alterada na maioria dos casos. Anormalidades osseas...(au)
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2000. 81 p. ilustab.