Show simple item record

dc.contributor.advisorAtallah, Álvaro Nagib [UNIFESP]
dc.contributor.authorFernandes, Paula Frassinetti Castelo Branco Camurca [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:00:23Z
dc.date.available2015-12-06T23:00:23Z
dc.date.issued1999
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 1999. 159 p. ilus., tab.
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16316
dc.description.abstractIntrodução A hipertensao primaria e a nefropatia diabetica tem sido diagnosticadas mais frequentemente como causa de IRCT em negros do que em brancos, tanto no Reino Unido, quanto nos EUA. Pergunta da pesquisa Os criterios diagnosticos utilizados para determinar a causa da doenca renal primaria na IRCT, no grupo etnico negro, em tres hospitais de Londres, no periodo de 01/01/91 a 31/12/95, foram acurados? Desenho Estudo retrospectivo de validacao de diagnosticos clinicos, de casos incidentes de IRCT, em pacientes negros aceitos para terapia de substituicao da funcao renal (TSFR), e em um grupo controle branco pareados por idade, sexo e data de inicio da TSFR. Local Tres hospitais universitarios da cidade de Londres. Pacientes 144 pacientes negros, idade media de 52 anos (DP n 16 anos), 59 por cento do sexo masculino e 144 pacientes brancos, idade media de 52 anos (DP n 16 anos)- 59 por cento do sexo masculino foram incluidos. Medidas dos eventos de interesse Incidencia das causas de IRCT nos individuos negros. Odds ratio das causas validadas de IRCT, em negros comparados com brancos. Concordancia (kappa) entre os diagnosticos antes e depois da validacao. Resultados Nos negros, apos a validacao, os diagnosticos foram: nefropatia diabetica 38 por cento (l6 por cento comprovado por biopsia); causa indeterminada - 24,0 por cento; glomerulonefrite primaria 11,0 por cento (lOO por cento comprovado por biopsia); glomerulonefrite secundaria 10,0 por cento (64,0 por cento comprovada por biopsia) e hipertensao primaria em apenas 10 por cento (28 por cento comprovada por biopsia). Os achados evidenciam que IRCT por hipertensao primaria, nos pacientes negros, foi superestimada, l9 por cento antes e 10 por cento depois da validacao (p<O,O5). A nefropatia diabetica foi mais frequente nos negros OR =2,94 (IC 95 por cento;1,65-5,28), apenas 3,5 por cento apresentavam a hipertensao primaria como causa de IRCT e esta proporcao nao mudou apos o estudo de validacao. O coeficiente de concordancia kappa para a hipertensao primaria e causa indeterminada foi de O,3 nos negros, indicando concordancia fraca, enquanto que o menor coeficiente kappa nos brancos foi observado na doenca renovascular, hipertensao e causa indeterminada - O,28; O,38; O,38 - respectivamente. Conclusoes Diabetes mellitus, principalmente do Tipo II, foi a causa mais comum de IRCT em negros. Apesar da hipertensao ter sido mais comum e mais severa nos negros, do que nos brancos,...(au)pt
dc.format.extent159 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectGrupo com ancestrais do continente africanopt
dc.subjectInsuficiência renal crônica/etnologiapt
dc.subjectHipertensãopt
dc.titleValidação das causas da insuficiência renal crônica terminal em negros em três hospitais universitários da cidade de Londrespt
dc.title.alternativeValidation of the causes of end-stage renal failure in blacs in three teaching London hospitalsen
dc.typeTese de doutorado
dc.identifier.fileepm-016024.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramMedicina Interna e Terapêutica


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record