Estudo das alteracoes de sono em modelos de dor cronica

Show simple item record

dc.contributor.author Andersen, Monica Levy [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:00:19Z
dc.date.available 2015-12-06T23:00:19Z
dc.date.issued 1999
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 1999. 122 p. ilus.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16239
dc.description.abstract Modelos experimentais de dor patologica tem sido desenvolvidos para permitir o estudo de mecanismos de estados de dor inflamatoria e neuropatica. O conhecimento da fisiopatologia desses modelos experimentais podem conduzir a uma melhor compreensao de condicoes de dor em humanos, e assim, trazer beneficios para as terapias. Injurias a nervos tem sido estudadas em animais ha mais de 100 anos (BENNETT, 1993). Mas foram nos ultimos 20 anos que desenvolveram-se muitos modelos animais de neuropatia periferica em ratos que mimetizam as manifestacoes fisiopatologicas e comportamentais vistas em humanos (BENNETT E XIE, 1988; KIM E CHUNG, 1992; SELTZER E COLS., 1990; WALL E COLS., 1979). O modelo desenvolvido por BENNETT E XIE em 1988 consiste em ligaduras frouxas e multiplas colocadas no nervo ciatico do rato. Modelos experimentais de ratos poliartriticos tem sido extensivamente utilizados no estudo de processos de dor de longa duracao e para avaliacao do potencial analgesico ou dos efeitos antinflamatorios de drogas (BUTLER E COLS, 1990; BESSON E GUILBAUD, 1988). O modelo de artrite induzida por adjuvante (AIA) introduzido por Pearson e Wood em 1956 (CALVINO, 1987) assemelha-se a Poliartrite Reumatoide existente em humanos e e induzida por injecao subcutanea ou intra-articular de adjuvante de Freund. Sabe-se que disturbios de sono sao comuns em pacientes com dor (KLEITMAN, 1923), porem em modelos animais de dor, somente descricoes esporadicas e contraditorias sao encontradas (COSTA E COLS, 1981; DUBUISSON E COLS, 1977; LOMBARD E COLS, 1984; OKUDA E COLS, 1984; CARLI E COLS, 1987). Em vista disso, nos propusemos a avaliar a macroarquitetura do sono e o comportamento de animais submetidos aos modelos experimentais de injuria constritiva cronica (ICC) e da artrite induzida por adjuvante (AIA). Nos resultados referentes ao experimento de ICC, encontramos diferenca estatistica somente no teste de pincamento da pata afetada. Os grupos SHAM e ICC apresentam uma latencia de retirada da pata menor que o grupo CONTROLE, sendo que o teste realizado no segundo dia de dor difere dos demais. Embora nao tenhamos encontrado diferencas estatisticamente significativas na maioria dos resultados relativos ao experimento de ICC, eles acrescentam informacoes revelantes as alteracoes de sono sob condicoes de dor. Acreditamos que a ausencia de comprovacao estatistica se deva ao baixo numero de animais e a grande variabilidade entre eles. Ratos com artrite apresentam ...(au) pt
dc.format.extent 122 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Sono pt
dc.subject Dor pt
dc.subject Nervo Isquiático pt
dc.subject Artrite/induzido quimicamente pt
dc.title Estudo das alteracoes de sono em modelos de dor cronica pt
dc.title.alternative Study of disturbance of standart of sleep in models of chronic pain en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-015944.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account