Avaliação da função pancreática exócrina em portadores da doença de Crohn

Nenhuma Miniatura disponível
Data
1999
Autores
Ambrogini Junior, Orlando [UNIFESP]
Orientadores
Miszputen, Sender Jankiel [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Apesar de nao integrarem as manifestacoes extra-intestinais da doenca de Crohn (DC), algumas alteracoes pancreaticas foram inicialmente notadas na pratica clinica, sobretudo pancreatites agudas, e posteriormente diminuicao de sua funcao exocrina. Em nossa pesquisa, estudamos a secrecao exocrina pancreatica nos doentes portadores de DC, correlacionado-a com algumas caracteristicas da doenca inflamatoria, como tempo de existencia, atividade, localizacao da doenca, complicacoes, presenca de desnutricao e esteatorreia. Selecionamos 15 doentes, sem antecedente de alcoolismo, diabete ou outra doenca cronica, que nao estivessem fazendo o uso de imunossupressores, nem fossem desnutridos moderados ou graves, com propedeutica de imagem normal para a glandula pancreatica. Quatro individuos, nao portadores de doenca pancreatica ou intestinal, compuseram o grupo controle. Utilizou-se para obtencao do suco pancreatico puro (SPP) a cateterizacao endoscopica do ducto pancreatico principal e sua colheita, em dois tempos de 5 minutos, apos estimulo com injecao de secretina endovenosa, processado para as medidas de volume e dosagens de amilase, lipase, bicarbonato e proteina total. Nossos resultados mostraram nao haver diferenca estatistica entre os grupos, mas algumas observacoes individualizadas puderam ser feitas. Demonstramos aumento da secrecao de bicarbonato quanto maior o tempo de doenca. O valores de lipase no tempo 2 e volumes secretados estavam diminuidos, quando relacionados com o indice de atividade CDAI e ao indice Simples, respectivamente. Tambem foi notado que os menores valores de secrecao de amilase e lipase se correlacionaram ao paciente que possuia a maior extensao da doenca. Nao foi encontrada relacao dos resultados aferidos no SPP com aspectos nutricionais, complicacoes da doenca ou com a perda da gordura fecal. Chegamos a conclusao de que em determinadas situacoes como doenca extensa, atividade inflamatoria elevada, quando medida pelo CDAI e indice Simples e tempo de sua existencia, ha alteracoes da funcao exocrina pancreatica, porem sutis e, na nossa casuistica, nao acarretaram mudancas clinicas e laboratoriais mensuraveis, em relacao a perda de gordura fecal e desnutricao, que seriam alvo de tratamento enzimatico suplementar nos casos em que a diarreia do paciente com DC fosse irresponsiva ao tratamento exclusivo da inflamacao
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 1999. 98 p. tab.