Show simple item record

dc.contributor.advisorMorais, Mauro Batista de [UNIFESP]
dc.contributor.authorAguirre, Andrea Nogueira de Campos [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:00:06Z
dc.date.available2015-12-06T23:00:06Z
dc.date.issued1998
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 1998. 116 p. ilustabgraf.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16026
dc.description.abstractOs objetivos deste estudo foram estudar a prevalencia de constipacao; a relacao entre a duracao do aleitamento natural, o desmame e o aparecimento de constipacao e o consumo de fibras alimentares por criancas menores de 2 anos de idade. Foram estudadas 277 criancas com idade inferior a 2 anos, nos postos de Saúde do municipio de Embu, onde a Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM) presta atendimento. Foram preenchidos questionarios sobre as caracteristicas das evacuacoes e dos habitos alimentares. Constipacao foi caracterizada quando havia eliminacao de fezes com consistencia obrigatoriamente dura e a ocorrencia de pelo menos mais uma das seguintes caracteristicas: dor ou dificuldade ao evacuar, medo ao evacuar, fezes com formato de cibalas, cilindrica com rachaduras ou cilindrica e espessa. Foi utilizado um catalogo fotografico de fezes para auxiliar na definicao da forma e da consistencia das fezes. Duas criancas foram descartadas porque o inquerito sobre o ritmo intestinal foi inconclusivo. Das 275 criancas, 69 apresentavam e 206 nao apresentavam constipacao. Assim, a prevalencia de constipacao foi de 25,1 por cento nesta populacao com faixa etaria inferior a 2 anos. Pseudoconstipacao foi caracterizada em 2,9 por cento (8/275) das criancas, todas em aleitamento natural e no primeiro semestre de vida. Constipacao foi mais prevaiente, com significancia estatistica, a partir do segundo semestre 38,8 por cento (45/116) em relacao ao primeiro semestre de vida 15,1 por cento (24/159). No primeiro semestre de vida observou-se aumento progressivo da prevalencia de constipacao em cada um dos bimestres: 5,5 por cento , 16,3 por cento e 23,0 por cento . Dentre as 69 criancas com constipacao, verificou-se que 20,3 por cento iniciaram a constipacao na vigencia de aleitamento predominante, 33,3 por cento em aleitamento misto e 46,4 por cento em aleitamento artificial. Desmame precoce ocorreu em 40,5 por cento das criancas com constipacao e em 21,2 por cento das criancas sem constipacao (p=O,OO). Devido a associacao entre a ocorrencia de constipacao e o tipo de aleitamento e do aumento da prevalencia de constipacao no primeiro semestre de vida, foi realizada analise de regressao logistica. Esta analise demonstrou que o aleitamento artificial em relacao ao aleitamento misto e que o aleitamento misto em relacao ao aleitamento predominante aumentam em 2,13 vezes a chance da crianca apresentar constipacao...(au)pt
dc.format.extent116 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectHumanospt
dc.subjectCriançapt
dc.subjectHábitos Alimentarespt
dc.subjectFibras na Dietapt
dc.subjectConstipação Intestinalpt
dc.titleConstipação intestinal, consumo de fibra alimentar e hábitos alimentares em crianças menores de 2 anospt
dc.title.alternativeConstipation, dietary fiber intake and food habits in children not old than twoen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.identifier.fileepm-015712.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramNutrição
dc.subject.decsHumanospt
dc.subject.decsCriançapt


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record