Avaliacão objetiva e subjetiva do benefício das próteses auditivas em adultos

Nenhuma Miniatura disponível
Data
1998
Autores
Almeida, Katia de [UNIFESP]
Orientadores
Mangabeira-Albernaz, Pedro Luiz [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O presente trabalho teve como objetivos avaliar, por meio de procedimentos objetivos e subjetivos, o beneficio derivado do uso de proteses auditivas, analisando comparativamente os resultados e estudar as relacoes existentes entre as medidas subjetivas e objetivas de beneficio. Com esta finalidade, 34 individuos adultos usuarios de proteses auditivas, dos sexos feminino e masculino, na faixa etaria de 19 a 83 anos, foram reunidos em dois grupos, de acordo com a experiencia previa com o uso da amplificacao, tendo sido submetidos antes e apos a adaptacao da protese auditiva, a procedimentos objetivos como ganho funcional, indice percentual de reconhecimento de fala, limiar de reconhecimento de sentencas no silencio e no ruido, e subjetivos, como a aplicacao de dois questionarios de auto-avaliacao: o APHAB e o HHIE/A. Os resultados revelaram que houve diferencas estatisticamente significantes entre as condicoes sem e com protese auditiva, indicando melhor desempenho em todos os procedimentos com o uso da amplificacao. Nao ocorreram diferencas estatisticamente significantes nos valores de beneficio objetivo e subjetivo obtidos para usuarios experientes e inexperientes, indicando que a experiencia previa nao e fonte de variabilidade. Contudo, constatamos a ocorrencia de algumas correlacoes fracas, porem estatisticamente significantes, entre algumas medidas objetivas e subjetivas. Recomendamos, desse modo, a utilizacao destes procedimentos para a avaliacao de beneficio, no processo de selecao e adaptacao de proteses auditivas em individuos adultos
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 1998. 144 p. ilustab.