Gosto e zinco eritrocitário em crianças de baixa estatura

Nenhuma Miniatura disponível
Data
1998
Autores
Marques, Andréa Grano [UNIFESP]
Orientadores
Amâncio, Olga Maria Silvério [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Estudou-se o estado nutrlcional relativo ao z'mco e a percepcao dos gostos basicos (salgado, doce, acido e amargo) em 30 criancas de baixa estatura, de ambos os sexos, na faixa etaria de 6 a 11 anos. A inGestão dietetica de zinco foi estimada a partir dos dados obtidos por meio da Historia Alimentar e o zinco eritrocitario foi dosado de acordo com o metodo descrito por VMITHOUSE (l982). Para a avaliacao da percepcao dos gostos basicos utilizou-se o Kit Accusens T, Torringlan Laboratories. O consumo de zinco dietetico apresentou adequacao inferior a 50 por cento em 25 criancas, sendo que nenhuma atingiu o valor recomendado. Os resultados das dosagens do zinco eritrocitario apresentaram valores abaixo da normalidade, Mi = 28,78 µgZn/gHb; exceto em uma crianca (48,57 µgZn/gHb). O teste dos gostos basicos diagnosticou hipogeusia em 83,33 por cento da amostra porem, nao mostrou diferenca estatisticamente signlficante na habilidade em detectar e reconhecer 1 entre os 4 gostos testados. Nao houve associacao entre a diminuicao da percepcao da acuidade do paladar e os baixos niveis de zinco en'trocitario. Deste modo, conclui-se que a populacao estudada apresenta defiCiência de zinco, mas esta nao esta relacionada a hipogeusia encontrada. A diminuicao da percepcao incide indiferentemente sobre os 4 gostos basicos
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 1998. 107 p.