Microbiota aeróbia conjuntival nas conjuntivites adenovirais

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2002-06-01
Autores
Nakano, Eliane Mayumi [UNIFESP]
Freitas, Denise de [UNIFESP]
Yu, Maria Cecília Zorat [UNIFESP]
Alvarenga, Lênio Souza [UNIFESP]
Hofling-Lima, Ana Luisa [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Purpose: To study the aerobic bacterial conjunctival flora in patients with clinical diagnosis of acute viral conjunctivitis. Method: Thirty patients between 18 and 30 years with acute adenoviral conjunctivitis and 30 normal subjects underwent conjunctival culture examination. Material from the conjunc-tiva of patients with conjunctivitis was collected within the first 3 days of onset of the symptoms. Blood-agar and chocolate-agar plates were used for culture. Patients under any topical or systemic medication, contact lens wearers, patients with ocular or systemic disease were excluded. Results: Significant positivity in culture results of patients with adenoviral conjunctivitis was observed (33.3%, among which 50% were Haemophylus influenzae and 50% were Streptococcus pneumoniae), when compared to conjunctival culture of normal subjects (6.6% of coagulase-negative staphylococci). There was no clinical difference related to the isolation of bacteria in the conjunctival sample of all patients. Conclusion: Patients with clinically diagnosed viral conjunctivitis have a higher rate of positive cultures when compared to controls. Nevertheless, this finding does not correlate with clinical differences. Microorganisms isolated in the conjunctiva of patients with adenoviral conjunctivitis were different from those isolated in the conjunctiva of normal subjects.
Objetivos: Estudar a microbiota aeróbica conjuntival em pacientes com quadro clínico de conjuntivite viral aguda. Método: Trinta pacientes entre 18 e 40 anos portadores de conjuntivite adenoviral e 30 pacientes sem a doença foram submetidos à colheita de material da conjuntiva para cultura. Os portadores de conjuntivite adenoviral foram submetidos ao exame até 3 dias após o início dos sintomas. As culturas foram realizadas utilizando-se os meios de ágar-sangue e ágar-chocolate. Pacientes em uso de medicação tópica ou sistêmica, usuários de lentes de contato e aqueles com doença ocular prévia ou doença sistêmica foram excluídos. Resultados: Houve positividade significantemente maior das culturas de conjuntiva nos pacientes com conjuntivite adenoviral (33,3%, sendo Haemophylus influenzae em 50% e Streptococcus pneumoniae em 50%) quando comparados ao grupo controle (6,6% - Staphylococcus coagulase negativo). O grupo de pacientes com conjuntivite e que apresentaram culturas positivas, não diferiu em nenhum dos critérios clínicos analisados do grupo com culturas negativas. Conclusão: Pacientes com conjuntivite adenoviral apresentaram maior freqüência de exames de cultura de amostra de conjuntiva positivas quando comparados aos controles normais. Os pacientes com conjuntivite adenoviral com cultura positiva apresentaram evolução clínica semelhante aos pacientes com cultura negativa. Os agentes isolados na microbiota conjuntival no grupo com conjuntivite foram diferentes do observado no grupo normal. Porém o resultado das culturas não apresentou correlação com a evolução clínica.
Descrição
Citação
Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 65, n. 3, p. 319-322, 2002.