Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9917
Title: Participação dos receptores B1 e B2 de cininas na epilepsia do lobo temporal humana
Other Titles: Kinin B1 and B2 receptors are overexpressed in The hippocampus of humans with temporal lobe epilepsy
Authors: Naffah-Mazzacoratti, Maria da Graça [UNIFESP]
Perosa, Sandra Regina [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Inflamação
Receptores de cininas epilepsia do lobo temporal
Cininas
Kinins
Inflammation
Epilepsia do lobo temporal
Epilepsy, temporal lobe
Issue Date: 26-Mar-2008
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: PEROSA, Sandra Regina. Participação dos receptores B1 e B2 de cininas na epilepsia do lobo temporal humana. 2008. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Abstract: Várias técnicas de biologia molecular vêm sendo utilizadas para investigar a participação de peptídeos na gênese ou na manutenção da epilepsia do lobo temporal humana (ELT). Polipeptídeos ativos e seus respectivos receptores estão relacionados com vários processos cerebrais, tais como inflamação, apoptose, desenvolvimento cerebral, ativação de canais de CA2+ e K+, crescimento celular e indução de diferenciação neuronal. Trabalhos prévios de nosso grupo mostraram um efeito protetor do receptor B2 de cininas e um efeito deletério, isto é, uma ação pró-epileptogênica para o receptor B1 de cininas em um modelo de ELT. O presente trabalho foi desenhado para avaliar a expressão dos receptores B1 e B2 de cininas no hipocampo de pacientes com epilepsia do lobo temporal mesial refratária ao tratamento farmacológico. Métodos: Os hipocampi dos pacientes foram removidos em um procedimento cirúrgico utilizado para o controle das crises e comparados com os tecidos provenientes de autópsia. A coloração de Nissl foi utilizada para estudar a morfologia do tecido e as técnicas de imuno-histoquímica e Western blotting foram empregadas para comparar a distribuição e os níveis de ambos os receptores no hipocampo. Além disso, a técnica de RT-PCR em tempo real foi utilizada para analisar a expressão gênica desses receptores. Resultados: A coloração de Nissl evidenciou um hipocampo esclerótico com perda de células xvii hilares, granulares e piramidais nos pacientes com epilepsia do lobo temporal. Os ensaios realizados por imuno-histoquímica e Western blotting mostraram um aumento da expressão dos receptores B1 e B2 de cininas, porém, o PCR mostrou um aumento nos níveis de RNAm somente para o receptor B2, quando os tecidos com esclerose foram comparados com os controles. Conclusão: Este estudo mostrou pela primeira vez, uma correlação entre a ELT em humanos e o sistema calicreínas-cininas, confirmando nossos resultados prévios, obtidos a partir de um modelo experimental de epilepsia.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9917
Appears in Collections:Tese de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Retido-Sandra%20Regina%20Perosa%20B.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy
Retido-Sandra%20Regina%20Perosa%20A.pdf151.9 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.