Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9573
Title: Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos no processo neurodegenerativo da Doença de Huntington
Other Titles: Study of cellular and molecular mechanisms related to the neurodegenerative process of Hunting disease
Authors: Smaili, Soraya Soubhi [UNIFESP]
Rosenstock, Tatiana Rosado [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Mitocôndria
Animais transgênicos R6/1
Cálcio
Huntingtina
Doença de Huntington
Calcium
Mitochondria
Animals, genetically modified
Huntington Disease
Issue Date: 28-May-2008
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: Rosenstock, Tatiana Rosado. Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos no processo neurodegenerativo da Doença de Huntington. 2008. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Abstract: Introdução: Alterações no tamponamento do cálcio citosólico (Ca+2 c) podem levar à desordens neurodegenerativas como a Doença de Huntington (DH). Vários mecanismos estão relacionados esses processos tais como a excitotoxicidade, o estresse oxidativo e as interações da proteína huntintina mutante (mhtt) com outras proteínas como a transglutaminase 2 (TG2). Essas alterações podem estar relacionadas com a ativação de mecanismos de morte celular ou autofagia. Objetivo: O objetivo deste projeto foi investigar os mecanismos celulares e moleculares envolvidos no processo de neurodegeneração da DH tais como alterações dos níveis de Ca+2 c relacionados com o transporte de Ca+2 mitocondrial (Ca+2 m) e reticular (Ca+2 RE), disfunção mitocondrial e morte celular, em três modelos experimentais: a) animais transgênicos da linhagem R6/1; b) linfoblastos provenientes de pacientes com DH; c) células MEFs (fibroblastos) normais e knock-outs para a TG2, na presença ou ausência da mhtt. Resultados e Conclusões: Nos camundongos transgênicos R6/1 houve um aumento significante do Ca+2 c em relação aos controles aos 9 meses de idade. Essa alteração parece ser devido a um aumento da liberação do Ca+2 m, do estresse oxidativo, do potencial de membrana mitocondrial (DYm) e do consumo de oxigênio. Os transgênicos não apresentaram diferença quanto à SDH, muito embora haja um aumento desta com o envelhecimento. Além disso, os linfoblastos de pacientes com DH apresentaram alterações do Ca+2 m e do Ca+2 RE, bem como um aumento na taxa de células autofágicas. Por outro lado, nas células de fibroblastos de camundongos embrionários (MEFs), a presença de mhtt parece não afetar a homeostase celular de Ca2+. A ausência da TG2 nestas células, influenciou não somente os níveis de Ca2+ c como também protegeu as células contra autofagia, mesmo na presença de mhtt.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9573
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Publico-10921a.pdf1.56 MBAdobe PDFView/Open
Publico-10921b.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open
Publico-10921c.pdf1.76 MBAdobe PDFView/Open
Publico-10921d.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.