Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/743
Title: Hipocalcemia e síndrome convulsiva em alcoólatras - uma associação freqüentemente não diagnosticada
Other Titles: Hypocalcemia and convulsive syndrome in alcoholics: an association frequently not diagnosed
Authors: Kayath, M.j. [UNIFESP]
Argentoni, M. [UNIFESP]
Vieira, J.g.h. [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Hypocalcemia
Alcoholism
Epilepsy
Hipocalcemia
Alcoolismo
Epilepsia
Issue Date: 1-Mar-1999
Publisher: Associação Médica Brasileira
Citation: Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 45, n. 1, p. 24-26, 1999.
Abstract: Hypocalcemia can be a contributory factor for epilepsy and previous studies showed that ethanol decreases plasma calcium. PURPOSE: To establish the prevalence of hypocalcemia in the general convulsive population and to ascertain if there was a specific group of risk for hypocalcemia. METHODS: A prospective study of plasma ionized calcium measurement in 78 consecutive patients admitted owing to seizures at the Emergency Department of Escola Paulista de Medicina was performed. 22% of these patients were alcoholics. The plasma ionized calcium in 44 ambulatory non-convulsive alcoholics was also measured. RESULTS: A high prevalence of hypocalcemia was found in the alcoholic convulsive population (32%), in contrast with the non-alcoholic convulsive group and the alcoholic non-convulsive group (no calcium disturbance in both groups). The alcoholic convulsive group had values of ionized calcium statistically lower than the non-alcoholic convulsive group using the Mann-Whitney test (p<0.05) [median value= 1.20mmol/L; range= 1.04 - 1.32mmol/L/ median value= 1.24mmol/L; range= 1.16-1.29mmol/L respectively]. The alcoholic non-convulsive group had values of ionized calcium between 1.17 and 1.32mmol/L with median value of 1.26 mmol/L; these values were not different from those obtained with the non-alcoholic convulsive patients, however they were higher than the calcium levels in the alcoholic convulsive group (p<0.05). PTH levels, liver function tests, phosphatemia and amylasemia were normal in all patients. CONCLUSION: This study emphasizes the importance of serum calcium measurement in alcoholic patients presenting seizures and suggests that hypocalcemia correction might be important in these patients.
Hipocalcemia é um fator importante contribuinte para a epilepsia, e estudos anteriores mostraram que o etanol diminui o cálcio plasmático. OBJETIVO: Estabelecer a prevalência de hipocalcemia na população convulsiva em geral e identificar um subgrupo específico de risco para hipocalcemia. MÉTODOS: Realizamos um estudo prospectivo de dosagem de cálcio ionizado plasmático em 78 pacientes consecutivos admitidos no Serviço de Emergência da Escola Paulista de Medicina devido à síndrome convulsiva. Desses pacientes, 22% eram alcoólatras. Foi também dosado o cálcio ionizado plasmático numa população de 44 alcoólatras não-convulsivos em seguimento ambulatorial. RESULTADOS: Uma alta prevalência de hipocalcemia foi encontrada na população alcoólatra convulsiva (32%), em contraste com os convulsivos não-alcoólatras e o grupo alcoólatra não-convulsivo (ambos os grupos sem distúrbio do cálcio). O cálcio ionizado plasmático do grupo de alcoólatras convulsivos teve valores significantemente menores que o grupo de convulsivos não-alcoólatras (p<0,05) [mediana de 1,20; variação entre 1,04 e 1,32mmol/L/; mediana de 1,24; variação entre 1,16 e 1,29mmol/L, respectivamente]. O grupo de alcoólatras não-convulsivos apresentou valores de cálcio ionizado entre 1,17 e 1,32mmol/L, com mediana de 1,26mmol/L. Estes valores não diferiram dos obtidos nos convulsivos não-alcoólatras, mas foram significantemente maiores que os do grupo de alcoólatras convulsivos (p<0,05). Os níveis de paratormônio sérico, função hepática, fosfatemia e amilasemia estavam normais em todos os pacientes estudados. CONCLUSÃO: Este estudo mostra a importância da dosagem de cálcio plasmático em pacientes alcoólatras com síndrome convulsiva e sugere que a correção da hipocalcemia possa ser medida importante a ser adotada nestes casos.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/743
ISSN: 0104-4230
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42301999000100006
Appears in Collections:Em verificação - Geral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0104-42301999000100006.pdf21.66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.