Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6583
Title: Manifestações da apraxia de fala na doença de Alzheimer
Other Titles: Manifestations of apraxia of speech in Alzheimer's disease
Authors: Cera, Maysa Luchesi [UNIFESP]
Ortiz, Karin Zazo [UNIFESP]
Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira [UNIFESP]
Minett, Thaís Soares Cianciarullo [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Apraxia
Alzheimer disease
Dementia
Articulation disorders
Neuropsychological tests
Apraxias
Doença de Alzheimer
Demência
Transtornos da articulação
Testes neuropsicológicos
Issue Date: 1-Sep-2011
Publisher: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Citation: Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 16, n. 3, p. 337-343, 2011.
Abstract: PURPOSE: To identify praxic speech manifestations in patients diagnosed with different stages of Alzheimer's disease, and to verify similarities among their occurrences. METHODS: Participants were 90 patients with Alzheimer's, 30 in each stage of the disease (mild, moderate and severe), who were assessed using the following instruments: Clinical Dementia Rating (CDR), Mini-Mental State Examination (MMSE), Lawton Instrumental Activities of Daily Living, and the Assessment Protocol of Verbal and Orofacial Apraxia. Sixty six female subjects and 24 male subjects were assessed; mean age was 80.2±7.2 years, and mean level of education was 4.2±3.5 years. RESULTS: In the mild stage, the proportions of trial-and-error, repetition and addition were similar, as well as omission, substitution and self-correction. In the moderate stage, the following items were similar: trial-and-error and repetition, substitution, omission and addition, and self-correction. In the severe stage, all manifestations were similar, except addition. The error type addition differentiated the patients regarding the stages of the disease. CONCLUSION: Patients in the three stages of Alzheimer's disease showed distinct patterns of verbal praxic manifestations.
OBJETIVO: Identificar as manifestações práxicas de pacientes com doença de Alzheimer em diferentes estágios da doença e verificar as similaridades entre as suas ocorrências. MÉTODOS: Foram avaliados noventa pacientes com doença de Alzheimer, 30 em cada fase da doença (leve, moderada e grave), por meio dos instrumentos: Escala de Avaliação Clínica da Demência (CDR), Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), Avaliação das Atividades Instrumentais de Vida Diária (Índice Lawton) e Protocolo de Avaliação da Apraxia Verbal e Não-verbal. Foram avaliados 66 pacientes do gênero feminino e 24 do masculino, a média da idade foi 80,2±7,2 e da escolaridade foi 4,2±3,5 anos. RESULTADOS: Na fase leve, as proporções de ensaio, repetição e adição foram semelhantes, assim como omissão, substituição e autocorreção. Na fase moderada foram semelhantes: ensaio e repetição, substituição, omissão e adição, e autocorreção. Na fase grave, todas as manifestações se assemelharam, exceto a adição. O erro do tipo adição diferenciou os pacientes em relação às fases da doença. CONCLUSÃO: Os pacientes dos três estágios da doença apresentam diferentes padrões de manifestações práxicas verbais.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6583
ISSN: 1516-8034
Other Identifiers: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-80342011000300016#back
Appears in Collections:Artigo
Artigo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1516-80342011000300016.pdf311.25 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.