Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59624
Title: Associação entre doses elevadas de ácido fólico com ativação de linfócitos T, B e NK e suas possíveis consequências no processo inflamatório em indivíduos saudáveis
Authors: Shinohara, Elvira Maria Guerra [UNIFESP]
Lucena, Maylla Rodrigues [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Folic Acid
Supplementation
Lymphocytes
Immune System
Cytokines.
Ácido Fólico
Suplementação
Linfócitos
Sistema Imune
Citocinas
Issue Date: 19-Dec-2019
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract: BACKGROUND:Folate is a B-complex vitamin withanimportantrole on cell replication since its involvement in DNA and RNA synthesis. In Brazil, most pharmaceutical formulationsof folic acid (FA) taken by women who intend to get pregnant and hemolytic anemia patients contain 5 mg, which is higher than tolerable upper intake levelof this vitamin for healthy subjects. Currently, there is a concern about intake of high doses of FA, once high consumption of FA has been associated to higher folate concentrations on the body, as well as appearanceof an unmetabolized fraction (UMFA). Elevated concentrations of folate and UMFA seem to be implied with changes on immunity. AIM: To assess the association between high doses of FA intake with activation of T, B and NK lymphocytes, and to investigate the possibleimplications in the inflammatory process in healthy individuals.METHODS:34healthy subjects make use of 5mg/day of FA during 90 days. Blood samples were collected at baseline and after 45 and 90 days of FA use. It was assessed: serum and RBC folate, UMFA and other folate forms; vitamin B12; T, B and NK cell activation assays; serum concentrations of interleukin (IL)-6, IL-8, IL-10, interferon gamma (IFN-γ) and tumor necrosis factor alpha (TNF-α).RESULTS:Higher serum and RBC folate, UMFA and 5-methyltetrahydrofolate concentrations were observed after 45 and 90 days of FA use when compared to baseline. Number of T CD4+ cellsincreased, and T CD8+ cells decreased after 90 days of FA use regarding to baseline and 45 days. After 90 days, decreased number of B cells/HLA-DR+ and NK cells/CD38+ after PMA and ionomicin stimulation were observed.CONCLUSIONS:Intake of 5 mg/ day of FA by healthy individuals was associated to increased circulating concentrations of folate, as well as increased number of T CD4+ cells and decreased T CD8+ cells. In addition, our data show relation between FA use and decrease on B and NK cells activation.
INTRODUÇÃO:O folato é uma vitamina do complexo B que tem um papel importante na divisão celular devido a sua participação na síntese de DNA e RNA. No Brasil, a maioria das formulações farmacêuticas de ácido fólico (AF) usada por mulheres que tem intenção de engravidar e pacientes com anemias hemolíticas tem a dose de 5 mg, quantidade superior ao limite tolerável de ingestão dessa vitamina para indivíduos saudáveis. Atualmente existe uma preocupação a respeito do uso de altas doses de AF, uma vez que o consumo excessivo de AF tem sido associado ao aumento das concentrações de folato no organismo, bem como ao aparecimento de uma fração não metabolizada (UMFA). Não é conhecido se existe associação entre as concentrações elevadas de folato e de UMFA com alterações na ativação e proliferação de linfócitos T, B e NK.OBJETIVO:Avaliar a associação entre o consumo de doses elevadas de AF com a ativação e proliferação de linfócitos T, B e NK e verificar se existe alterações nas expressões de RNAm e de citocinas em indivíduos saudáveis.METODOLOGIA:Trinta e quatro indivíduos saudáveis fizeram uso de 5mg/dia de AF durante 90 dias. As coletas de sangue foram realizadas antes (baseline)e após 45 e 90 dias de uso diário de 5 mg de AF. Foram avaliados: folato sérico e eritrocitário, UMFA e outras formas de folato; vitamina B12; ensaios de ativação de linfócitos T, B e NK com PMA e o ionomicina; concentrações séricas de interleucina (IL)-6, IL-8, IL-10, interferongama (IFN-γ) e fator de necrose tumoral alfa (TNF-α); expressões do RNAm dos genes de DHFR, MTHFR, IFNG, TNFA, IL8 e IL6. RESULTADOS:Foram observadas maiores concentrações de folato sérico, eritrocitário, UMFA, e 5-metiltetraidrofolato após 45 e 90 dias de uso de AF quando comparado ao baseline. O número de linfócitos T CD4+ aumentou, e o de linfócitos T CD8+ diminuiu após 90 dias de uso de AF em relação ao baseline e após 45 dias. Após 90 dias, também foi observada diminuição do número de linfócitos B/HLA-DR+ e NK/CD38+ após estímulo com PMA e ionomicina.CONCLUSÃO: O uso de 5 mg/dia de AF por indivíduos saudáveis foi associado ao aumento das concentrações circulantes de folato, bem como ao aumento do número de linfócitos T CD4+ e diminuição dos linfócitos T CD8+. Após a ativação dos linfócitos com PMA e o ionomicina, houve uma associaçãoentre o uso de AF e redução da expressão CD38 das NK após 90 dias, e redução do HLA-DR nos kinfócitos B após 45 dias de intervenção.
URI: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59624
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7861995
Appears in Collections:Tese de doutorado

Files in This Item:
File SizeFormat 
MAYLLA RODRIGUES LUCENA.pdf2.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.