Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5542
Title: Fratura diafisária do fêmur: reprodutibilidade das classificações AO-ASIF e Winquist
Other Titles: Femoral shaft fracture: reproducibility of AO-ASIF and Winquist classifications
Authors: Pires, Robinson Esteves Santos
Reis, Fernando Baldy dos [UNIFESP]
Simões, Christiano Esteves
Santos, Leandro Emílio Nascimento
Rodrigues, Vinícius Bicalho
Andrade, Marco Antônio Percope De
Pires Neto, Pedro José
Universidade Federal de Minas Gerais Hospitais Felício Rocho e da Baleia Departamento do Aparelho Locomotor
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital Felício Rocho Serviço de Ortopedia e Traumatologia
Universidade Federal de Minas Gerais Departamento do Aparelho Locomotor
Keywords: Classification
Reproducibility of results
Femoral fractures
Classificação
Reprodutibilidade dos resultados
Fraturas do fêmur
Issue Date: 1-Jan-2010
Publisher: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Citation: Acta Ortopédica Brasileira. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 18, n. 4, p. 197-199, 2010.
Abstract: OBJECTIVE: To evaluate inter-observer reproducibility of AO / ASIF and Winquist-Hansen classifications for shaft fractures of the femur in adults. METHODS: 50 anterior-posterior and profilelateral radiographs were randomly selected, of adult patients awith diaphyseal fracture of the femur. The radiographs were analyzed by 5 observers-a member of the Brazilian Society of Orthopedic Trauma, a radiologist and 3 residents. To assess the concordance between these classifications, we used the statistical index Kappa (K). RESULTS: In all analyses, we observed a statistically significant correlation coefficient between observers (p <0.05) and according to the criteria of Landis and Koch, they were ranked them as good (values of 0.61 to 0.80) or very good (values above 0.80). CONCLUSION: The AO rating and Winquist present a high rate of concordance between observers for shaft fractures of the femur in adults.
OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade interobservadores das classificações AO/ASIF e de Winquist para as fraturas diafisárias do fêmur no adulto. MÉTODOS: foram selecionadas aleatoriamente 50 radiografias de pacientes adultos portadores de fratura diafisária do fêmur nas incidências em antero-posterior e perfil. As radiografias foram analisadas por 5 observadores, sendo um membro da Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico, um radiologista, um residente do terceiro ano de Ortopedia e Traumatologia, um do segundo e um do primeiro. Para avaliar a concordância interobservadores destas classificações, foi utilizado o índice estatístico Kappa (K). RESULTADOS: Em todas as análises, observou-se um coeficiente de concordância entre observadores estatisticamente significativo (valor p < 0,05) e classificado como bom (valores de 0,61 a 0,80) ou muito bom (valores acima de 0,80), segundo os critérios de Landis e Koch. CONCLUSÃO: As classificações AO e Winquist apresentam alto índice de concordância interobservadores para as fraturas diafisárias do fêmur no adulto.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5542
ISSN: 1413-7852
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522010000400004
Appears in Collections:Em verificação - Geral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1413-78522010000400004-en.pdf237.17 kBAdobe PDFView/Open
S1413-78522010000400004-pt.pdf265.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.