Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/54031
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMartins, Paula Andrea [UNIFESP]
dc.contributor.authorMartins, Débora Sanches [UNIFESP]
dc.coverage.spatialISSpt_BR
dc.date.accessioned2020-07-06T16:53:03Z
dc.date.available2020-07-06T16:53:03Z
dc.date.issued2019-12-03
dc.identifier.citationMARTINS, Débora Sanches. Consumo de carne bovina e a questão de gênero. 2019. 9 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Nutrição) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2019.pt
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/54031
dc.description.abstractNos últimos anos houve um aumento no consumo de carnes e produtos cárneos, ultrapassando o limite recomendado para uma dieta saudável. Questões econômicas, pressão da sociedade capitalista e da indústria por meio da mídia, fatores nutricionais e sociais promovem um consumo excessivo de carne bovina que acarreta consequências negativas para a saúde humana e meio ambiente, o que aponta a necessidade de desenvolver intervenções no padrão alimentar para a diminuição do consumo de carne vermelha e processada. Contudo, é importante notar que esse consumo se apresenta de forma diferente entre os gêneros, sendo o homem o maior consumidor de carne bovina. É por essa razão a importância de considerar o gênero uma categoria analítica essencial para analisar essa dinâmica de consumo. O objetivo dessa pesquisa é realizar revisão narrativa da literatura sobre o consumo de carne no Brasil buscando considerar a questão de gênero e como essa questão pode afetar o consumo e a saúde. A manutenção da masculinidade pelos homens interfere em sua vida diária, resultando em diferenças de consumo alimentar entre os gêneros que trazem consequências para a saúde de cada indivíduo. O consumo excessivo de carne vermelha e processada pelos homens é reforçado pela representação do masculino na sociedade, estando a carne associada à características ditas masculinas em um sociedade patriarcal, como força, poder e virilidade. Entender as associações simbólicas relacionadas ao que se come e como esse consumo alimentar afeta a forma como os outros o percebem socialmente podem beneficiar o profissional de nutrição em sua atuação.pt_BR
dc.format.extent9 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt_BR
dc.rightsAcesso restritopt_BR
dc.subjectCarne bovinapt_BR
dc.subjectConsumo alimentarpt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectMasculinidadept_BR
dc.subjectSignificadopt_BR
dc.titleConsumo de carne bovina e a questão de gêneropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
unifesp.campusInstituto de Saúde e Sociedade (ISS)pt_BR
unifesp.knowledgeAreaNutriçãopt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1553863785629699pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1364300323959453pt_BR
dc.contributor.advisor-coYoshikawa, Carolina Yumi Cascão [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coLatteshttp://lattes.cnpq.br/4083523432196819pt_BR
unifesp.departamentoPolíticas Públicas e Saúde Coletivapt_BR
unifesp.graduacaoNutriçãopt_BR
Appears in Collections:Trabalho de conclusão de curso de graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DeboraSanchez TCC2 nutricao 2019.pdfTCC165.1 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.