Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5193
Title: Future perspective for diagnosis in autoimmune diseases
Authors: Andrade, Luiz Eduardo Coelho [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: autoimmunity
pharmacogenetics
gene polymorphism
auto-inflammatory diseases
systemic lupus erythematosus
rheumatoid arthritis
auto-imunidade
farmacogenética
polimorfismo gênico
síndromes auto-inflamatórias
lúpus eritematoso sistêmico
artrite reumatóide
Issue Date: 1-Sep-2009
Publisher: Academia Brasileira de Ciências
Citation: Anais da Academia Brasileira de Ciências. Academia Brasileira de Ciências, v. 81, n. 3, p. 367-380, 2009.
Abstract: Human beings have taken successive approaches for the understanding and management of diseases. Initially brewed in supernatural concepts and mystical procedures, a vigorous scientific approach has emerged on the grounds of fundamental disciplines such as anatomy, microbiology, biochemistry, physiology, immunology, pathology, and pharmacology. The resulting integrated knowledge contributed to the current classification of diseases and the way Medicine is carried out today. Despite considerable progress, this approach is rather insufficient when it comes to systemic inflammatory conditions, such as systemic lupus erythematosus, that covers clinical conditions ranging from mild pauci-symptomatic diseases to rapidly fatal conditions. The treatment for such conditions is often insufficient and novel approaches are needed for further progress in these areas of Medicine. A recent breakthrough has been achieved with respect to chronic auto-inflammatory syndromes, in which molecular dissection of underlying gene defects has provided directions for target-oriented therapy. Such approach may be amenable to application in systemic auto-immune diseases with the comprehension that such conditions may be the consequence of interaction of specific environmental stimuli and an array of several and interconnected gene polymorphisms. On the bulk of this transformation, the application of principles of pharmacogenetics may lead the way towards a progressively stronger personalized Medicine.
O homem tem buscado sucessivas abordagens para o entendimento e manejo das doenças. Partindo de conceitos sobrenaturais e procedimentos místicos, uma abordagem científica vigorosa vicejou com base em disciplinas fundamentais como a anatomia, microbiologia, bioquímica, fisiologia, imunologia, patologia e farmacologia. O conhecimento integrado resultante contribuiu para a atual classificação das doenças e a formacom que a Medicina atual é praticada. Apesar deste considerável progresso, esta abordagem é insuficiente quando se trata de condições inflamatórias sistêmicas, como o lúpus eritematoso sistêmico, que abrange condições variando de formas brandas e pauci-sintomáticas até condições rapidamente fatais. O tratamento dessas condições é frequentemente insuficiente e novas abordagens são necessárias para progresso adicional nessas áreas da Medicina. Um avanço recente foi obtido no que tange às síndromes auto-inflamatórias hereditárias, nas quais a dissecção molecular dos defeitos gênicos subjacentes forneceu direcionamento para terapia orientada a alvos moleculares específicos. Esta abordagem é passível de aplicação às doenças auto-imunes sistêmicas com a compreensão de essas condições podem ser conseqüência da interação de estímulos ambientais específicos e uma gama de vários polimorfis mosgênicos interconectados. No escopo dessa transformação, a aplicação dos princípios de farmacogenéticas poderá contribuir para o progressivo desenvolvimento de uma Medicina personalizada vigorosa.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5193
ISSN: 0001-3765
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S0001-37652009000300004
Appears in Collections:Artigo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0001-37652009000300004.pdf551.36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.