Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50053
Title: Avaliação Da Biodisponibilidade De Metais Em Sedimentos Acidificados Através Da Infusão De Co2 Empregando Bivalves (Crassostrea Gasar)
Authors: Cesar, Augusto [UNIFESP]
Medeiros, Tierry Val De [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Oceanic Acidification
Capture And Storage Of Carbon
Mobility And Bioconcentration Of Metals
Lysosomes
Alkalinity
Acidificação Oceânica
Captura E Armazenamento De Carbono
Mobilidade E Bioconcentração De Metais
Lisossomos
Alcalinidade
Issue Date: 29-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract: CO2 capture and storage activities are employed in oil exploration wells and their by-products through a CO2 injection system to reduce emissions and CO2 concentration in the atmosphere. The potential risks of CO2 leakage and ocean acidification scenarios were evaluated for their implications for mobility and bioavailability in sediments with different levels of metals by means of toxicity tests using oysters of the Crassostrea gasar species, where the stability of the lysosomal membrane and mortality. The results showed that there was mobility of metals in the sediments for Cr and Ni metals only with reference sediments. The organisms exerted a metal detoxification behavior in all pH treatments. The stability of the lysosomal membrane was significantly compromised at pH 7 and 6.5 with the reference sediments. The low occurrence of mortality (14.28% only at pH 6.5 with enriched sediments), together with the biological responses, show the adaptation of these organisms to acidification scenarios. Oysters were considered a useful bioindicator for studies in acidification scenarios.
Atividades de captura e armazenamento de CO2 são empregadas nos poços de exploração de petróleo e seus derivados através de um sistema de injeção de CO2 para a redução das emissões e da concentração do CO2 na atmosfera. Os potenciais riscos de vazamentos de CO2 e cenários de acidificação oceânica foram avaliados quanto suas implicações na mobilidade e biodisponibilidade em sedimentos com distintos níveis de metais por meio de ensaios de toxicidade empregando ostras da espécie Crassostrea gasar, onde foi avaliado a estabilidade da membrana lisossômica e a mortalidade. Os resultados mostraram que houve mobilidade de metais nos sedimentos para os metais Cr e Ni apenas com os sedimentos de referência. Os organismos exerceram um comportamento de detoxificação de metais em todos os tratamentos de pH. A estabilidade da membrana lisossômica foi significamente comprometida nos níveis pH 7 e 6,5 com os sedimentos de referência. A baixa ocorrência de mortalidade (14,28% somente no pH 6,5 com sedimentos enriquecidos), somada as respostas biológicas, mostram adaptação desses organismos frente a cenários de acidificação. Ostras foram consideradas um bioindicador útil para estudos em cenários de acidificação.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50053
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5744865
Appears in Collections:Dissertação de mestrado

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.