Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50012
Title: Desafios E Potencialidades Da Operação E Gerenciamento Da Pousada Uacari Pelas Comunidades Da Rds Mamirauá (Am)
Authors: Neiman, Zysman [UNIFESP]
Freire, Juliana Maria De Barros [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Community-Based Tourism
Traditional Communities
Sustainability In Amazon
Public Policies
Ngos
Turismo De Base Comunitária
Comunidades Tradicionais
Sustentabilidade Na Amazônia
Políticas Públicas
Ongs
Issue Date: 24-Mar-2017
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract: This study is part of a research that involves the relationship between the local community of Mamirauá Sustainable Development Reserve (AM, Brazil) and the tourism practiced there. Since 1998, the Mamirauá Institute for Sustainable Development (IDSM) has been working together with local communities and the Association of Auxiliaries and Guides of Ecotourism of Mamirauá (AAGEMAM) advising them on the provision of tourist services at the Uakari Lodge, a Floting Eco lodge. The main concern of the project is the autonomy of communities in the management of the activity, generating employment and income, strengthening local governance and contributing to the conservation of natural resources. Nowadays, the IDSM is leading a process towards the transference of ownership and management of the lodge to the communities, paying close attention for this process can be sustainable and people are able to perform the economic management to conduct the business autonomously. Finding a legal/managerial model that strengthens the social arrangement and does not weaken it, that respects the productive chain established in there, and attend to the degree of social involvement that community members have with the project, can keep it successful. It is necessary to investigate local social relationships and a community perception about the business, so that it can subsidize the decisions about the appropriate model it will adopt. The present study intends to make a diagnosis of the challenges and possibilities of the transfer of the Uakari Lodge in the perceptions, expectations, wishes of the community members and managers of IDSM, elaborating with all these actors a new legal and business configuration more adapted to the complex local reality in order to guarantee business sustainability and its security. In order to meet the proposed objective, it was decided to carry out: 1) bibliographic review; 2) documentary analysis; 3) on-site observation in 3 field visits; 4) participatory observation of tourism activity; 5) Conversation Wheels (Focal Groups); 6) semi-structured interviews and 7) content analysis of collected testimonials; 8) a participatory decision-making workshop. The results obtained are presented in 3 stages: 1) qualitative and quantitative analysis of the content categories of the interviews and conversations in which became evident the four main groups of opinions about the transference (opposing community members, favorable community members, opposing IDSM members and favorable IDSM members) where the motives for the opinions range from: fear of business fail because of lack of capacity of community members (or its opposite: certainty of their capacity); desire to keep IDSM as a partner in the management (as owner and manager, or just as technical consultant); among others, less frequently mentioned. 2) creation of a preliminary report analyzing the most appropriate legal model for the transference (it was sent to all involved to support the decisions). The results of the content analysis along with the legal possibilities reported served as the basis for the final decision made in the stage 3) participatory decision-making workshop: the property with the Associação dos Produtores do Setor Mamirauá (APSM) (Association of the Producers of Mamirauá Sector) and the management with the AAGEMAM. Finally, all possible consequences of this experience for the development of public policies for Community-Based Tourism in Brazil are discussed in the final considerations of this study.
Este estudo se insere em um contexto de pesquisa que envolve a relação entre as comunidades locais da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (AM) e o turismo lá praticado. O Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM) vem, desde 1998, trabalhando em parceria com as comunidades locais e com a AAGEMAM (Associação de Auxiliares e Guias de Ecoturismo de Mamirauá) assessorando-os na prestação de serviços turísticos na Pousada Flutuante Uacari. A preocupação central do projeto sempre foi trabalhar a autonomia das comunidades na gestão da atividade, gerando emprego e renda, fortalecendo a governança local e contribuindo para a conservação dos recursos naturais. O IDSM atualmente conduz um processo de transferência da propriedade e gestão da pousada para as comunidades, zelando para que esse possa ser sustentável, no sentido de que as pessoas sejam capazes de realizar o gerenciamento econômico para conduzir o negócio autonomamente. Encontrar um modelo jurídico/gerencial que fortaleça o arranjo social e não o enfraqueça, que respeite a cadeia produtiva ali estabelecida, e atenda ao grau de envolvimento social que os comunitários têm com o projeto, pode mantê-lo exitoso. Faz-se necessário investigar os relacionamentos sociais locais e a percepção dos comunitários sobre o negócio, para que se possa subsidiar as decisões relativas ao modelo mais adequado que adotarão. O presente estudo tem a pretensão de fazer um diagnóstico dos desafios e potencialidades da transferência da Pousada Uacari ante as visões, expectativas e anseios dos comunitários e gestores do IDSM, elaborando com todos esses atores uma nova configuração jurídica e empresarial adequada à complexa realidade local com vistas a garantir a sustentabilidade e segurança do negócio. Para alcançar o objetivo delineado, decidiu-se realizar: 1) revisão bibliográfica; 2) análise documental; 3) observação in loco em 3 visitas a campo; 4) observação participante da atividade de turismo; 5) realização de Rodas de Conversa (Grupos Focais); 6) entrevistas semiestruturadas; 7) Análise de conteúdo dos depoimentos recolhidos; 8) uma oficina participativa decisória. Os resultados são apresentados em 3 fases: 1) análise quali-quantitativa das categorias de conteúdo das entrevistas e rodas de conversa, que evidenciou a existência de quatro grupos principais de opiniões sobre a transferência (comunitários contrários, comunitários favoráveis, membros do IDSM contrários, e membros do IDSM favoráveis), sendo que os motivos dos posicionamentos variam entre: medo do negócio fracassar por falta de capacitação dos comunitários (ou seu oposto: certeza da capacitação necessária); desejo de manter o IDSM como parceiro na gestão (como proprietário e gestor, ou apenas como assessor técnico); dentre outros citados com menor frequência; 2) elaboração de um relatório preliminar, com análise dos modelos jurídicos mais indicados para o processo de transferência (foi enviado a todos os envolvidos para subsidiar as decisões). Os resultados da análise de conteúdo, juntamente com o relatório das possibilidades jurídicas serviram de base para a decisão final tomada na fase 3) oficina participativa decisória: a propriedade ficando com a Associação dos Produtores do Setor Mamirauá (APSM) e a gestão com a AAGEMAM. Por fim, os possíveis desdobramentos desta experiência para o desenvolvimento de políticas públicas para o Turismo de Base Comunitária no Brasil são debatidos neste estudo em suas considerações finais.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50012
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5741974
Appears in Collections:Dissertação de mestrado

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.