Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48701
Title: Punção estromal anterior versus transplante de membrana amniótica para tratamento da dor em ceratopatia bolhosa
Authors: Sato, Elcio Hideo Sato [UNIFESP]
Paris, Fabiana dos Santos [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: membrana amniótica
córnea
endotélio da córnea
oftalmologia
Issue Date: 30-Dec-2014
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: PARIS, Fabiana dos Santos. Punção estromal anterior versus transplante de membrana amniótica para tratamento da dor em ceratopatia bolhosa. 2014. 70 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Abstract: Bullous keratopathy is a corneal endothelial disorder and an important cause of corneal transplantation. The definitive treatment for bullous keratopathy is the endothelial or penetrating corneal keratoplasty, whose access can be difficult in many regions of the planet. Moreover, patients with no visual potential can experience severe chronic ocular pain. By means of a randomized clinical trial, we verified a decrease in pain frequency, duration, and intensity in a group of patients under anterior stromal puncture, and in a group of patients under amniotic membrane transplantation. Corneal central thickness, analyzed by ultrasound biomicroscopy, increased in both groups, but without correlation between pain intensity and this variable. Presence of interface fluid was a particular feature found in patients under amniotic membrane transplantation. Utilizing impression cytology, squamous metaplasia was detected in all patients studied, and every patient with presence of goblet cells, squamous metaplasia, was grade 1. Correlation between neovascularization and presence of goblet cells was not observed. Thus, we demonstrate that both anterior stromal puncture and amniotic membrane transplantation treatments are effective in relieving pain in bullous keratopathy patients. The magnitude of corneal central thickness does not interfere in pain intensity
A ceratopatia bolhosa é uma doença do endotélio da córnea e uma causa importante de transplante de córnea. Tanto o transplante de córnea endotelial quanto o penetrante, ambos tratamentos definitivos dessa doença, podem ser de difícil acesso em diversas regiões do planeta. Além disso, alguns pacientes não têm potencial de recuperação visual, e por isso vivenciam dor ocular crônica severa. Neste ensaio clínico randomizado, verificamos a diminuição da frequência, duração e intensidade da dor tanto no grupo de pacientes submetidos a punção estromal anterior (PEA) como no grupo de pacientes submetidos a transplante de membrana amniótica (TMA). No estudo da biomicroscopia ultrassônica, observamos aumento da espessura corneana central em ambos os grupos, porém, não houve correlação da dor com essa variável. A presença de fluido na interface foi uma característica observada especificamente em pacientes submetidos ao transplante de membrana amniótica. Utilizando a citologia de impressão, detectamos a presença de metaplasia escamosa em toda amostra estudada, e em grande número de pacientes com metaplasia escamosa grau 1 (um), células caliciformes foram identificadas. A correlação entre a presença de neovascularização e a presença de células caliciformes não foi observada. Assim, demonstramos que tanto a punção estromal anterior como o transplante de membrana amniótica são tratamentos eficazes no alívio da dor em pacientes com ceratopatia bolhosa. A espessura corneana total aumenta após a punção estromal anterior e o transplante de membrana amniótica, porém, a magnitude do edema de córnea não interfere na intensidade da dor.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48701
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1763098
Appears in Collections:Tese de doutorado

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.