Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48507
Title: Um escore para predizer sobrevida em fibrose pulmonar idiopática com spo2 de repouso >88%
Authors: Pereira, Carlos Alberto de Castro Pereira [UNIFESP]
Soares, Maria Raquel [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: fibrose pulmonar idiopática
função pulmonar
doenças pulmonares intersticiais
Issue Date: 30-Nov-2014
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: SOARES, Maria Raquel. Um escore para predizer sobrevida em fibrose pulmonar idiopática com spo2 de repouso >88%. 2014. 109 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Abstract: Background: Prediction models for survival at baseline evaluation have been proposed in IPF but some are difficult to use. The aim of present study was to develop a new mortality risk scoring system for patients with IPF at initial evaluation. Methods: One hundred twenty with definitive IPF were selected through a review of standardized medical records for interstitial lung diseases. Patients with resting SpO2<89% were excluded. Significant individual predictors we derived by a Cox proportional hazards model and transformed in categorical data according to cut-off points. Beta coefficients for each predictor were similar, so a score was created considering the sum of dichotomic (0 or 1) transformed variables. Findings: Median follow-up time was 37.5 months. At the end of follow-up, 80 patients had died. Independent predictors of mortality by multivariate analysis included dyspnea (at rest or to light or moderate activities), FVC<70%,FEV1/FVC>0.89 and DLCO? 40%. Resting SpO2 and ExSpO2 were excluded in final analysis. The hazard ratios ranged from 1.95 for dyspnoea to 2.30 for DLCO. When the total score was 0 (Stage I, n=28), median survival time was 68 months; when 1 or 2 (Stage II, n=69), it was 45 months; and when 3 or 4 (Stage III, n=23), it was 19 months (log rank= 60.44, p<0.001). Interpretation: The score can separate IPF patients with high, intermediate and low survival.
Introdução: Modelos de predição para a sobrevida na avaliação inicial foram propostos na FPI, mas alguns são difíceis de usar. O objetivo do presente estudo foi desenvolver um novo sistema de pontuação de risco de mortalidade em pacientes com FPI na avaliação inicial. Métodos: Cento e vinte pacientes com FPI foram selecionados por meio de uma revisão de prontuários padronizada para doenças pulmonares intersticiais. Os pacientes com SpO2 em repouso < 89% foram excluídos. Preditores individuais significativos foram encontrados derivados da análise de Cox e transformados em dados categóricos, segundo os pontos de corte. Coeficientes beta para cada preditor foram semelhantes, por isso foi criado um escore considerando a soma dicotômica (0 ou 1) das variáveis transformadas. Resultados: A mediana de seguimento foi de 37,5 meses. Ao final do acompanhamento, 80 pacientes haviam morrido. Preditores independentes de mortalidade por meio de análise multivariada, dispneia (em repouso ou para atividades), CVF < 70%, VEF1 / FVC > 0,89 e DCO ? 40%. SpO2 de repouso e saturação periférica após exercício (ExSpO2) foram excluídas na análise final. Quando a pontuação total foi de 0 (estágio I, n=28), a mediana de sobrevida foi de 68 meses; quando um ou dois (estágio II, n=69), foi de 45 meses; e quando 3 ou 4 (estágio III, n=23), foi de 19 meses (log rank=60,44, p<0,001). Conclusão: A pontuação estabelecida pode separar os pacientes com FPI em sobrevida alta, intermediária e baixa.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48507
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1978737
Appears in Collections:Tese de doutorado

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.