Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48115
Title: Adipocinas, grelina e avaliação nutricional de adolescentes com hepatite autoimune
Authors: Morais, Mauro Batista de Morais [UNIFESP]
Cortez, Ana Paula Bidutte [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: adipocinas
grelina
avaliação nutricional
adolescentes
hepatite autoimune
Issue Date: 31-Oct-2014
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: CORTEZ, Ana Paula Bidutte. Adipocinas, grelina e avaliação nutricional de adolescentes com hepatite autoimune. 2014. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Abstract: Objetivo: Avaliar as características de adiposidade corporal de adolescentes com hepatite autoimune com e sem excesso de peso e estudar a relação das adipocinas (adiponectina, leptina, TNF-a, IL-6) e grelina com o estado nutricional de adolescentes com e sem hepatite autoimune. Métodos: Foram estudados 28 adolescentes com hepatite autoimune (50,0% com e 50,0 sem excesso de peso). Para comparação foram estudados 48 controles (47,9% com e 52,1% sem excesso de peso). Foram mensurados peso, estatura, circunferência abdominal e do quadril e dobra cutânea triciptal e subescapular para avaliação nutricional. O excesso de peso foi definido pelo escore-Z de IMC/idade ?+1 desvio-padrão (OMS). A estimativa da gordura corporal foi aferida com base na impedância bioelétrica. O reservatório de 24 horas foi coletado para estimar o consumo alimentar. As adipocinas e a grelina foram dosadas em amostra de soro com kits de imunoensaio multiplex (Tecnologia Luminex). Resultados: A porcentagem de excesso de peso nos pacientes com hepatite autoimune (50,0%) não apresentou diferença estatisticamente significante em relação ao grupo controle (47,9%). O percentual de gordural corporal no grupo dos pacientes com HAI com excesso de peso foi de 39,2% e nos controles com excesso de peso foi de 42,8% (p>0,05). A gordura corporal nos pacientes sem excesso de peso foi 27,7% e nos controles 28,7% (p.0,05). Os pacientes com excesso de peso e HAI apresentaram maiores médias (P<0,05) de HDL-colesterol (mg/dl) (53,9) e menores concentrações plasmáticas de glicemia (MG/dL) (77,6) que o grupo controle com excesso de peso (respectivamente, 45,4; 84,3). Pacientes com HAI com e sem excesso de peso apresentaram níveis mais elevados de adiponectina (µg/mL) em relação aos controles (respectivamente, 33,5; 42,1;17,5; p<0,001). A leptina (ng/mL) no grupo com HAI (19,2) e controle (20,4) com excesso de peso eram maiores (p<0,05) que nos sem excesso de peso com HAI (7,7) e controle (7,0). A IL-6 (pg/mL) foi maior (p,0,001) nos pacientes com HAI com (3,8) excesso de peso que nos indivíduos controles sem excesso de peso (0,5). Os níveis de TNF-? e grelina eram semelhantes entre os grupos. A ingestão de carboidrato, proteína e sódio apresentava consumo superior ao recomendado e a ingestão de cálcio e fibra alimentar era suficiente por parte dos pacientes em ambos os grupos. Conclusão: A gordura corporal dos pacientes com HAI e excesso de peso obedece ao mesmo padrão de obesidade dos controles, com exceção dos níveis de glicemia e HDL-colesterol. A adiponectina foi maior nos pacientes com HAI, mas não apresentou diferenças em relação à presença de excesso de peso. A leptina foi maior nos indivíduos com excesso de peso tanto na HAI como nos controles. O consumo de carboidrato, proteína e sódio estava além do recomendado pela DRI e a ingestão de cálcio e fibra alimentar era suficiente pela maior parte dos indivíduos.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48115
Other Identifiers: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1593716
Appears in Collections:Tese de doutorado

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.