Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3290
Title: Balanço entre ácidos graxos ômega-3 e 6 na resposta inflamatória em pacientes com câncer e caquexia
Other Titles: Omega-3 and 6 fatty acids balance in inflammatory response in patients with cancer and cachexia
Authors: Garófolo, Adriana [UNIFESP]
Petrilli, Antonio Sergio [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: fatty acids
cachexia
malnutrition
inflammation
neoplasms
ácidos graxos
caquexia
desnutrição
inflamação
neoplasias
Issue Date: 1-Oct-2006
Publisher: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Citation: Revista de Nutrição. Pontifícia Universidade Católica de Campinas, v. 19, n. 5, p. 611-621, 2006.
Abstract: Emaciation and loss of lean body mass is a frequent phenomenon observed in cancer patients. This condition leads to infection risk and a poor response to treatment, thus reducing the chances of cure. Furthermore, malnutrition is also associated with a poor quality of life. Therefore, therapies have been proposed in attempt to revert the catabolism observed in most of these patients by attenuating the inflammatory response. Among them, omega-3 fatty acid supplementation may be a strategy to reduce the production of pro-inflammatory cytokines and improve metabolic substrate tolerance, decreasing protein catabolism in order to ameliorate the prognosis of cure in cancer patients. However, studies demonstrate some conflicting results of ômega-3 supplementation on immune response. On the other hand, clinical trials in cancer patients demonstrate that the inflammatory response decreases and the nutritional status improves. The aim of this paper is to elaborate a strict review of the subject.
O emagrecimento, associado à perda de massa magra, é um fenômeno observado com freqüência em pacientes com câncer. Tal condição predispõe o paciente ao maior risco de infecções, pior resposta aos tratamentos implantados e, como conseqüência, desfavorece o prognóstico de cura. Além disso, a desnutrição também está associada à pior qualidade de vida. Dessa forma, algumas terapias têm sido propostas na tentativa de reverter o catabolismo, por meio da atenuação da resposta inflamatória, observado em grande porcentagem de pacientes com câncer e caquexia. Entre elas, a suplementação com ácidos graxos da família ômega-3 pode representar uma estratégia na redução da formação de citocinas pró-inflamatórias, favorecendo a tolerância metabólica dos substratos energéticos e atenuando o catabolismo protéico, com o intuito de melhorar o prognóstico de cura de pacientes com câncer. Entretanto, os estudos mostram alguns resultados conflitantes da suplementação com ômega-3 na resposta imunológica. Por outro lado, em pacientes com câncer, os ensaios clínicos mostraram atenuar a resposta inflamatória e melhorar o estado nutricional. O objetivo deste artigo é realizar uma revisão criteriosa do assunto.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3290
ISSN: 1415-5273
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732006000500009
Appears in Collections:Artigo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1415-52732006000500009.pdf228.54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.