Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3039
Title: Atendimento em reumatologia no município de São Paulo: análise na gestão plena do Sistema Único de Saúde (SUS) - ano 2004
Other Titles: Rheumatology consultations in São Paulo city: analyses of the Public Health Services (PHS) - year 2004
Authors: Souza, Deborah Colucci Cavalcante de [UNIFESP]
Minto, Catia Martinez
Ciconelli, Rozana Mesquita [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Sistema de Saúde do Município de São Paulo Coordenação de Integração e Regulação
Keywords: Rheumatologic consultation
programmed goal
city
Public Health Services
consulta reumatológica
meta programada
município
SUS
Issue Date: 1-Apr-2006
Publisher: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Citation: Revista Brasileira de Reumatologia. Sociedade Brasileira de Reumatologia, v. 46, n. 2, p. 93-102, 2006.
Abstract: OBJECTIVE: To evaluate the rheumatology outpatients, clinic consultations in the Public Health Services (PHS) in the city of São Paulo. METHODS: Calculation of rate of the programmed rheumatologic consultations, according to 1101 G/M decree, in São Paulo, to the users of PHS. RESULTS: The rate of the programmed rheumatologic consultations was satisfactory, taking into consideration the whole city, but it had an extreme range of variatins on each of the city regions. From the five regions, only two had a satisfactory cover, with a bigger number of consultations for these regions. The others three regions presented a very small execution percentage of the programmed goal. CONCLUSIONS: Although the availability of rheumatologic consultations, in general, was satisfactory, the distribution of this resource was extremely heterogeneous, being the suburbs, the less favorable regions because they have a smaller number of clinics than the other regions that carry out these consultations. The disproportionate number of the consultations in relation to the programmed ones might have its main causes due to: the treatment of people from other cities, a growing number of the citizens becoming PHS users and the probable unsuitable directions to a specialist.
OBJETIVO: avaliar quantitativamente os atendimentos ambulatoriais em reumatologia, no município de São Paulo, para a população usuária do SUS (Sistema Único de Saúde). MÉTODOS: cálculo da porcentagem de execução da meta programada de consultas em reumatologia, conforme a Portaria 1101/GM, no município de São Paulo, para a população usuária do SUS. RESULTADOS: a execução da meta programada em reumatologia mostrou-se satisfatória, considerando o município como um todo, porém, as porcentagens de execução da meta programada variaram extremamente em cada região da cidade. Das cinco regiões, apenas duas apresentaram cobertura satisfatória, com um número maior de consultas do que as programadas para a região. Nas outras três regiões, as porcentagens de execução de meta programada mostraram-se muito baixas CONCLUSÕES: embora a oferta de consultas em reumatologia, no geral, tenha sido satisfatória, a distribuição deste recurso se mostrou extremamente heterogênea, sendo as regiões mais periféricas da cidade as menos favorecidas, por apresentarem um número menor de unidades de saúde que realizam tal atendimento. O excesso de consultas realizadas em relação às programadas pode ter como principais causas: o atendimento de uma demanda vinda de outros municípios, um número crescente de cidadãos tornando-se usuários do SUS e prováveis encaminhamentos inadequados para a especialidade.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3039
ISSN: 0482-5004
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042006000200003
Appears in Collections:Artigo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0482-50042006000200003.pdf221.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.