Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24568
Title: Concentrações de leptina, grelina acilada e grelina não acilada em trabalhadores em turnos fixos
Other Titles: Concentrations of leptin, non-acylated and acylated ghrelin in fixed shift workers
Authors: Mello, Marco Tulio de [UNIFESP]
Crispim, Cibele Aparecida [UNIFESP]
Keywords: Leptina
Grelina
Trabalho em Turnos
Fome
Apetite
Issue Date: 2008
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2008. 167 p.
Abstract: Introdução: O trabalho em turnos tem sido associado com uma alta propensão para o desenvolvimento de problemas nutricionais e obesidade. Contudo, a concentrações plasmáticas de leptina e grelina ¿ dois hormônios que participam da regulação central da ingestão alimentar ¿ são desconhecida nesta população. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar a concentrações plasmáticas de leptina, grelina acilada e grelina não acilada em trabalhadores em turnos fixos. Materiais e métodos: As concentrações d leptina, grelina acilada e grelina não acilada foram mensuradas em três grupos trabalhadores noturnos fixos (n=9), trabalhadores matutinos fixos (n=6) indivíduos que trabalhavam em horário comercial (n=7). As coletas de sangue foram realizadas a cada 4 horas no período de 24 horas do estudo, totalizando seis coletas. Para as avaliações das taxas de fome e apetite foram utilizadas escalas visuais previamente validadas. Resultados: Os valores basais de leptina foram significantemente maiores em ambos os grupos de trabalhadores em turnos (noturnos e matutinos), quando comparados ao grupo que trabalhava em horário comercial. Os valores basais da grelina acilada e não acilada foram significantemente menores no grupo matutino quando comparados aos outros dois grupos. Não foram encontrada diferença circadianas para os hormônios avaliados nos três grupos de estudo. Em várias análises subjetivas realizadas nas refeições, as taxas de fome e apetite foram estatisticamente menores no grupo matutino em relação aos outros do grupo. Conclusão: O presente estudo demonstrou que os trabalhadores em turnos, especialmente os matutinos, apresentaram diferentes concentrações d leptina, grelina acilada, não acilada e taxas de fome e apetite. Mais estudo são necessários para que as necessidades destes indivíduos sejam mais bem entendidas.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24568
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.