Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23833
Title: Correlação entre a concentração plasmática da proteína C-Reativa, homocisteína e do óxido nítrico urinário em pacientes adultos jovens com e sem antecedente familiar de hipertensão e sua associação com a avaliação da função endotelial e com as isoformas da Enzima Conversora de Angiotensina I na urina
Other Titles: Correlation among plasma inflammatory markers, urinary nitric oxide and endothelial function with Angiotensin-I Converting Enzyme in urine of normotensive subjets
Authors: Casarini, Dulce Elena [UNIFESP]
Fernandes, Fernanda Barrinha [UNIFESP]
Keywords: Peptidil Dipeptidase A
Endotélio/fisiologia
Óxido nítrico
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2007. 91 p.
Abstract: Entre os principais mecanismos da hipertensão, está a ativação do sistema nervoso simpático e do sistema renina-angiotensina aldosterona. O sistema renina angiotensina (SRA) tem uma função central no controle da pressão sangüínea e da homeostase de sódio. A enzima conversora de Angiotensina-I (ECA) é uma das enzimas-chave deste sistema. Foram identificadas e caracterizadas na literatura duas isoformas da ECA na urina de hipertensos, que apresentaram massas moleculares de 90kDa e 65kDa, ambas N-domínio. Neste trabalho analisamos indivíduos normotensos com histórico familiar de hipertensão e estes apresentaram três isoformas urinárias da ECA com massas moleculares de 190, 90 e 65kDa, já nos normotensos que não apresentam histórico familiar de hipertensão foram encontradas apenas duas isoformas, com 190 e 65kDa. Estudos do nosso grupo descrevem a isoforma com 90kDa como possível marcador genético de hipertensão. A disfunção endotelial é associada com a hipertensão arterial sistêmica, com a diminuição da oferta ou aumento da degradação do óxido nítrico (NO) e com elevados níveis de marcadores inflamatórios como a Proteína C-Reativa (PCR) e a Homocisteína (Hcy). O objetivo deste trabalho foi Investigar a associação entre a resposta endotélio dependente mediante hiperemia reativa e as isoformas urinárias da ECA, bem como, com os marcadores inflamatórios (Hcy e PCR) e o NO na urina de adultos jovens normotensos com e sem antecedentes de hipertensão arterial. Foram recrutados 40 homens saudáveis com idade entre 18-40 anos, com e sem antecedentes familiares de hipertensão arterial. A função endotelial foi avaliada pela prova de Hiperemia Reativa com a utilização de ultra-som Doppler. Os voluntários passaram por uma triagem clínica e realizaram exames bioquímicas, sendo coletado sangue para a quantificação da PCR e Hcy e urina para determinar o NO urinário (NOu) e caracterizar as isoformas da ECA. Os voluntários foram divididos inicialmente em dois grupos, a saber: aqueles com história familiar de hipertensão (HF+, n=26) e aqueles sem história familiar de hipertensão (HF-, n=14). Após esta análise, os mesmos foram subdivididos em mais dois grupos, de acordo com a presença da isoforma com ...(au).
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23833
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.