Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23095
Title: Desenvolvimento de um escore capaz de prever a ocorrência da retinopatia da prematuridade em prematuros de muito baixo peso
Other Titles: Development of a score in order to predict retinopathy of prematurity in very low birth weight preterm infants
Authors: Maia, Mauricio [UNIFESP]
Eckert, Gabriela Unchalo [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Retinopatia da Prematuridade/epidemiologia
Prematuro
Recém-Nascido de muito Baixo Peso
Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
Fatores de Risco
Idade Gestacional
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2013. 73 p.
Abstract: Introdução: Peso de nascimento (PN) e idade gestacional (IG) sao os mais importantes fatores de risco para a Retinopatia da Prematuridade (ROP). Esses sao os parametros utilizados para a inclusao dos pacientes nos exames de triagem para a deteccao da ROP. Entretanto, por esses parametros, repetidos exames devem ser realizados num mesmo bebe para o diagnostico de ROP. O desenvolvimento de um escore composto de outros fatores de risco para o surgimento da ROP que pudesse servir como um preditor da ocorrencia da ROP e minimizar o numero de exames para a deteccao precoce da ROP seria extremamente relevante. Objetivos: Demonstrar a criacao do escore e avaliar se o mesmo e: 1º: Um preditor consistente do desenvolvimento da ROP; 2º: Mais preciso que o PN e a IG para predizer o desenvolvimento da ROP e 3º: Clinicamente aplicavel para ser usado durante a triagem da ROP. Metodos: Estudo de coorte prospectivo incluindo bebes com PN &#8804;1.500 gramas e/ou IG &#8804;32 semanas. O escore foi desenvolvido baseado no PN, IG, ganho ponderal proporcional do nascimento ate a 6ª semana de vida, uso de oxigenio em ventilacao mecanica e necessidade de transfusoes sanguineas do nascimento ate a 6ª semana de vida. O escore foi criado a partir de regressao linear considerando o impacto de cada variavel em relacao ao surgimento da ROP. Curvas Receiver Operating Characteristics (ROC) foram usadas para determinar a sensibilidade e especificidade dos valores continuos do escore. A analise estatistica foi realizada pelo teste parametrico t de Student e o nao parametrico teste qui-quadrado; valores de P<0,01 foram considerados significativos. As variaveis selecionadas foram introduzidas em uma tabela Excel (Microsoft®) para uso pratico durante as sessoes de triagem. Resultados: Foram incluidos 474 pacientes. A area sob a curva ROC (medida da acuracia do escore para predizer a ocorrencia da ROP em qualquer estadiamento e da ROP grave) foi 0,77 (P<0,001; IC95%: 0,72-0,82) e 0,88 (P<0,001; IC95%: 0,82-0,94), respectivamente. Esses valores foram significativamente maiores para o escore do que o PN (0,71; P<0,001; IC95%: 0,66-0,77) e a IG (0,69; P<0,001; IC95%: 0,63-0,75) isoladamente. Conclusoes: Reportou-se a criacao de um escore preditor da ROP que demonstrou ser: 1º: Consistente e que incluiu fatores de risco para a ROP faceis de serem registrados; 2º: Mais preciso do que o PN e a IG para predizer a ocorrencia da ROP entre pacientes com PN &#8804;1.500 g e/ou IG &#8804;32 semanas e 3º: Simples o suficiente para ser utilizado rotineiramente durante a triagem para se detectar a ROP, fato relevante para programas de Saúde publica nessa area de conhecimento.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23095
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.