Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2176
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMiranda, Eliana S. [UNIFESP]
dc.contributor.authorPereira, Liliane Desgualdo [UNIFESP]
dc.contributor.authorBommarito, Silvana [UNIFESP]
dc.contributor.authorSilva, Tarcimara M.
dc.date.accessioned2015-06-14T13:31:13Z
dc.date.available2015-06-14T13:31:13Z
dc.date.issued2004-08-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992004000400015
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 70, n. 4, p. 534-539, 2004.
dc.identifier.issn0034-7299
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2176
dc.description.abstractAuditory processing, as we understand, refers to how the individual handles with auditory information. The importance of auditory perception of sound sequences and temporal patterns in acquiring and comprehending symbolic components of language is well recognized. Acoustic properties of speech may be limited to the basic components of duration and frequency analysis. Speech signals are the most important events we receive through hearing and, as we know, speech patterns may be compromised in Parkinson's disease. AIM: To evaluate the performance of subjects diagnosed with Parkinson's disease in Duration and Frequency Pattern Tests. STUDY DESIGN: Clinical prospective. MATERIAL AND METHOD: Nonverbal stimuli identification was evaluated in three different modes of response: humming, verbal labeling and indicating. Stimuli were characterized by sequences of three or four elements, varying in duration and frequency. RESULTS: No significant difference was observed considering mode of response; better results were obtained for three-element sequences than four-element sequences and for duration patterns in comparison to frequency patterns. Subjects with Parkinsons's disease demonstrated poorer performance than normal subjects. CONCLUSION: Temporal ordering is a very important function of the central auditory nervous system. This ability enables the listener to discriminate sound patterns based on auditory ordering or sequencing. Therefore, our findings are important since they stimulate further studies concerning analysis and interpretation processes in patients with Parkinson's disease.en
dc.description.abstractEntendemos que o processamento auditivo é o processo de como o indivíduo gerencia as informações recebidas auditivamente. É reconhecida a importância da percepção auditiva de seqüências e padrões temporais de sons na aquisição e compreensão dos componentes simbólicos da linguagem, sendo que as propriedades acústicas da fala poderiam ser reduzidas aos componentes básicos de duração e freqüência. Entre os eventos que percebemos por meio da audição, a fala é o mais importante, sendo que esta pode apresentar-se alterada na Doença de Parkinson. OBJETIVO: Avaliar o desempenho de portadores de doença de Parkinson nos Testes de Padrão de Freqüência e de Duração. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Avaliou-se a identificação de estímulos sonoros não-verbais, por meio de três tipos de respostas: humming, nomeação e apontar. Os estímulos eram constituídos por dez seqüências de três e quatro sons, variando em freqüência e duração. RESULTADOS: Mostraram-se que não houve diferença quanto ao tipo de resposta; houve um melhor desempenho utilizando o parâmetro três estímulos em oposição a quatro e o aspecto da duração em oposição ao de freqüência. Ressalta-se ainda que o desempenho da população avaliada foi inferior aos indivíduos normais. CONCLUSÃO: A capacidade de ordenação temporal de sons é uma importante função do sistema auditivo nervoso central. Essa habilidade permite que o ouvinte faça discriminações baseadas na ordenação ou seqüenciação de estímulos auditivos. Sendo assim, a contribuição desse estudo é significativa, uma vez que inicia a reflexão do processo de análise e interpretação de sons pelos indivíduos com doença de Parkinson.pt
dc.format.extent534-539
dc.language.isopor
dc.publisherABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Otorrinolaringologia
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectauditory testsen
dc.subjectauditory perceptionen
dc.subjectParkinson's diseaseen
dc.subjecttestes auditivospt
dc.subjectpercepção auditivapt
dc.subjectdoença de Parkinsonpt
dc.titleAvaliação do processamento auditivo de sons não-verbais em indivíduos com doença de Parkinsonpt
dc.title.alternativeAuditory processing evaluation using nonverbal sounds in subjects with Parkinson's diseaseen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.contributor.institutionUnicentro Metodista Izabela Hendrix
dc.description.affiliationUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP) Escola Paulista de Medicina
dc.description.affiliationUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP) Escola Paulista de Medicina Departamento de Fonoaudiologia
dc.description.affiliationUnicentro Metodista Izabela Hendrix
dc.description.affiliationUnifespUNIFESP, EPM, Depto. de Fonoaudiologia
dc.identifier.fileS0034-72992004000400015.pdf
dc.identifier.scieloS0034-72992004000400015
dc.identifier.doi10.1590/S0034-72992004000400015
dc.description.sourceSciELO
Appears in Collections:Artigo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0034-72992004000400015.pdf200.79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.