Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21599
Title: Papel dos pressorreceptores nas alterações cardíacas, autonômicas e moleculares induzidas pelo infarto do miocárdio
Other Titles: Influence of pressoreceptors changes in cardiac autonomic and molecular-induced by myocardial infarction
Authors: Irigoyen, Maria Claudia [UNIFESP]
Mostarda, Cristiano [UNIFESP]
Keywords: Análise espectral
Barorreflexo
Infarto do miocárdio
Denervação
Humanos
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2011. 119 p.
Abstract: As doenças cardiovasculares são responsáveis por milhões de mortes em todo o mundo e correspondem a 29% da mortalidade mundial. Dentre as doenças cardiovasculares, as doenças arteriais coronarianas são as maiores responsáveis pela mortalidade de indivíduos em meia idade e idosos. Esse aumento na mortalidade se dá pelo fato da doença arterial coronariana ser a causa mais comum de isquemia do miocárdio, cujas principais complicações são a angina e o infarto do miocárdio (IM). Após o infarto ocorrem diversas alterações fisiológicas complexas que influenciam a curto e longo prazo no desempenho cardíaco podendo ou não repercutir em fatores hemodinâmicos, autonômicos e moleculares como diminuição da recaptação do cálcio para o retículo. O objetivo deste estudo foi investigar a contribuição do prejuízo do controle barorreflexo induzido pela desnervação sino-aórtica (DSA), nas variações hemodinâmicas, autonômicas e moleculares, após infarto do miocárdio (IM). Os ratos foram divididos em 4 grupos: controle (C), infarto do miocárdio 90 dias (IM), desnervados 105 dias (DSA), e desnervados 105 dias e infartados 90 dias (DSA+IM). Um dia após acompanhamento, estes animais foram submetidos às avaliações ecocardiográficas e cateterizados para posteriores avaliações hemodinâmicas e autonômicas. No final do protocolo os animais foram eutanasiados e o coração retirado para análise das proteínas responsáveis pela recaptação intracelular do cálcio para o retículo. Aos 90 dias de acompanhamento o IM reduziu a fração de ejeção (42%), porém a massa do ventrículo esquerdo aumentou somente no grupo DSA+IM. A função diastólica, mostrou-se prejudicada nos animais DSA+IM em relação ao grupo C. A sensibilidade do barorreflexo foi reduzida após IM ( IM=1,7±0,2 vs.C=3,8±0,5 bpm/mmHg no ITR e IM=-1,5±0,1 vs. C=-2,1±0,4 bpm/mmHg no IBR) e sofreu uma redução adicional com a desnervação nos animais infartados( DSA+IM=0,8±0,2 vs. C=3,8±0,5 bpm/mmHg no ITR e DSA+IM=-0,6±0,1 vs. C= -2,1±0,4 bpm/mmHg no IBR ). A VFC foi menor nos animais DSA+IM quando comparados aos grupos IM, DSA E C (DSA+IM=11,76±1,22 vs. IM=20,72±1,3,DSA=19,71±3,4 e C=23,65±0,87 ms) O componente de BF do tacograma reduziu em todos os grupos, porém, a associação DSA+MI , causou uma diminuição adicional em relação aos demais grupos. O componente de AF mostrou-se reduzido nos grupos IM, DSA e DSA+IM em relação ao grupo C. O tônus simpático mostrouse aumentado no grupo IM e DSA em relação ao grupo C (IM=50,46±4,8, DSA=53,78±4,3 vs. C=30,17±4,4bpm). O grupo DSA+IM teve tônus simpático semelhante ao grupo C, DSA e IM (DSA+IM= 33,50±4,5 vs. IM=50,46±4,8, DSA=53,78±4,3 C=30,17±4,4bpm) . O tônus vagal diminuiu nos grupos IM, DSA e DSA+IM em relação ao C,(DSA=41,57±7.1, IM= 33,32±6.32 e DSA+IM=11,27±7,2 vs. C=67,33±6,6 bpm). Adicionalmente o grupo DSA+IM mostrou um tônus vagal menor em relação aos grupos IM e DSA. A freqüência cardíaca intrínseca foi menor no grupo DSA+IM em relação ao grupo C,(DSA+IM=342±4,58 vs. C=379±8,46 bpm). A análise da expressão das proteínas cardíacas responsáveis pela recaptação do cálcio para o retículo mostrou uma redução da SERCA nos grupos IM , DSA e DSA+IM em relação ao grupo C (IM=65±6.5,DSA=77±6 e DSA+IM=71±6 vs. C=100±5%). Não se observou alterações na expressão da PLB. A razão SERCA/PLB mostrou-se reduzida nos grupos IM,DSA e DSA+IM em relação ao grupo C,(IM=56±5, DSA=63±5 e DSA+IM=65±11 vs. C=100±8%). A expressão do NCX aumentou apenas no grupo associação (DSA+IM) em relação aos grupos DSA e C, (DSA=98±7 e C=100±8 vs. DSA+IM=161±14%). A razão SERCA/NCX mostrouse reduzida no grupo DSA+IM em relação aos demais grupos (C=100±4, IM=86±6,DSA=81±9 vs. DSA+IM=57±3%). A mortalidade também foi maior no grupo DSA+IM em relação aos outros grupos. Considerando que, foi demonstrada a existência de uma relação direta estatisticamente significativa entre prejuízo do barorreflexo e redução da banda de BF da variabilidade da FC, bem como uma relação também direta entre a oscilação de baixa freqüência da PA e a massa do VE além de alterações de mecanismos moleculares responsáveis pela recaptação do cálcio para o retículo, concluímos serem estes alguns dos mecanismos de grande importância envolvidos no aumento da atividade simpática periférica e conseqüentemente, na disfunção cardíaca associada com a maior mortalidade observada no grupo infartado com desnervação sino-aórtica.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21599
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.