Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20940
Title: Identificação de genes diferencialmente expressos em mieloma múltiplo
Other Titles: Identification of differentially expressed genes in multiple myeloma
Authors: Colleoni, Gisele Wally Braga [UNIFESP]
Felix, Roberta Spetic [UNIFESP]
Keywords: Mieloma múltiplo
Expressão gênica
Plasmócitos
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2005. 59 p.
Abstract: Considerando a heterogeneidade dos aspectos genético-moleculares envolvidos na gênese do MM, os estudos mais recentes têm se dedicado à definição de fatores prognósticos que possam orientar a melhor abordagem para cada caso e que poderão auxiliar no desenvolvimento de novas alternativas terapêuticas. Assim, a análise do perfil de expressão gênica pode contribuir bastante para a identificação destes fatores prognósticos. A técnica de Análise Seria I de Expressão Gênica (SAGE) permite, simultaneamente, a identificação dos genes que estão sendo expressos em um determinado tecido e também fornece informações sobre o nível de expressão desses genes. Não existem dados disponíveis nos Bancos Públicos de SAGE a respeito da expressão de genes em plasmócitos normais ou neoplásicos até esse momento. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi construir duas bibliotecas de SAGE a partir de amostras de plasmócitos normais e de pacientes com MM para identificar genes com expressão diferencial nessa neoplasia. Métodos: A amostra de plasmócitos normais foi obtida a partir de um pool de amígdalas e adenóides de crianças submetidas à amigdalectomia e adenoidectomia. A biblioteca de MM foi construída a partir de plasmócitos neoplásicos de amostras de medula óssea de dois pacientes com o isotipo mais freqüente de MM (lgGK) e sem tratamento prévio. Nas duas situações, os plasmócitos foram obtidos a partir de seleção magnética de células CD-138-positivas (MACS - Magnetic Cell Sorting of Human Cells, Miltenyi Biotec). As bibliotecas de SAGE foram construídas utilizando-se o kit I-SAGE (Invitrogen) seguindo-se as instruções do fabricante. Resultados: Foram gerados mais de quatro mil clones de cada biblioteca e, após o seqüenciamento automático, foram obtidas 29.918 tags da biblioteca normal e 10.340 tags a partir da biblioteca tumoral (correspondendo a 8.241 e 2.359 tags únicas, respectivamente). Conclusão: Após a comparação do nível de expressão das tags únicas, observou-se que entre os genes mais hiper-expressos (pelo menos 10 vezes) na biblioteca de MM em relação à de plasmócitos normais destacam-se 12 genes (ZFHX1B, XBP1, PIM2, LGALS1, RANBP2, P53CSV, OOX5, LSM5, JUND, MA PKAPK2, SP140 e NTN1) relacionados com transcrição, sinalização, proliferação celular e apoptose. Estes genes podem ter importante participação no processo de tumorigênese e, portanto, serem possíveis alvos terapêuticos para controle do MM.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20940
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.