Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20144
Title: Avaliação da prevalência de colonização fecal por enterococcus resistente a vancomicina em transplantados renais
Other Titles: Evaluation of the prevalence of vancomycin resistent Enterococcus fecal colonization in kidney transplant recipients
Authors: Pacheco-Silva, Alvaro [UNIFESP]
Freitas, Maria Cecília de Santos [UNIFESP]
Keywords: Transplante de Rim
Prevalência
Distribuição Espacial da População
Enterococcus
Vancomicina
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2004. 87 p.
Abstract: Objetivo: Avaliar a prevalência e os fatores de risco relacionados à colonização fecal por Enterococcus resistente à vancomicina (ERV) em pacientes transplantados renais. Métodos: Coleta de duas amostras de fezes com intervalo de uma semana, de pacientes transplantados renais de três grupos diferentes divididos pelo tempo de transplante. Análise de coprocultura para identificação de pacientes colonizados por ERV. Resultados: A prevalência de colonização fecal por ERV foi de 13,57 por cento (38 pacientes colonizados em 280 pacientes estudados). O grupo 1, incluindo pacientes com menos de 30 dias de transplante teve prevalência de 13,7 por cento, o grupo 2 com pacientes entre 1 e 6 meses de transplante teve prevalência de 15,1 por cento, e o grupo 3 incluindo pacientes com mais de 6 meses de transplante teve prevalência de colonização fecal por ERV de 12,4 por cento. A espécie mais freqüentemente encontrada foi Egallinarum em 11 pacientes (28,9 por cento), E.faecium foi a segunda espécie mais freqüente, 10 pacientes (26,3 por cento). Na análise multivariada dos dados, vancomicina teve associação estatisticamente significante com a colonização fecal por ERV, P=0,016. Conclusões: Foi encontrada uma alta prevalência de colonização fecal por ERV nos pacientes transplantados renais ambulatoriais; A prevalência de colonização fecal por ERV não aumentou com o tempo de transplante; A imunossupressão não parece estar diretamente relacionada a colonização fecal por ERV; Houve uma alta prevalência de Egallinarum; O uso prévio de vancomicina foi estatisticamente relacionado a colonização fecal por ERV em pacientes transplantados renais
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20144
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.