Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20083
Title: Fatores associados a calcificação coronariana em pacientes submetidos a diálise peritoneal
Other Titles: Coronary calcification and associated factors in peritoneal dialysis patients
Authors: Canziani, Maria Eugênia Fernandes [UNIFESP]
Ammirati, Adriano Luiz [UNIFESP]
Keywords: Aterosclerose
Distúrbios do metabolismo do cálcio
Distúrbios do metabolismo do fósforo
Inflamação
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2004. 95 p.
Abstract: As doença cardiovasculares, em especial a aterosclerose, estão entre as principais causas de óbito na população em diálise. Existem atualmente vários métodos não invasivos de avaliação de doença aterosclerótica, entre eles se destaca a determinação da calcificação coronariana através de estudo tomográfico. Existem poucas informações em relação à prevalência de calcificação coronariana e fatores associados no: pacientes submetidos a diálise peritoneal. Nós utilizamos a Tomografia Coronariana por Múltiplos Detectores (MSCT) para determinar a prevalência de calcificação coronariana em 49 pacientes em diálise peritoneal, e tentamos correlacionar o escore de cálcio coronariano com parâmetros clínicos, com distúrbios do metabolismo cálcio e fósforo, perfil lipídico e com marcadores inflamatórios. Além disso comparamos os resultados da Tomografia Coronariana com o diagnóstico de doença cardíaca isquêmica determinado por cintilografia de perfusão miocárdica. Vinte pacientes (41 por cento) não apresentaram calcificação coronariana; nos 29 pacientes (59 por cento) com calcificação a mediana do escore de cálcio foi de 234.7 unidades Agatston (variação de 10.3 a 2351). Na análise univariada o escore de cálcio correlacionou-se positivamente com idade (r=0.42; p=0.002), anti-oxLDL (r=0.31; p=0.03) e história prévia de doença coronariana (r=0.32; p=0.05) e negativamente com HDL-cholesterol (r=-0.3p=0.02). Não houve correlação entre o escore de cálcio e produto cálcio fósforo, PTH intacto, colesterol total, LDL e marcadores inflamatório Entretanto , quando a população foi dividida em quartis de escore de cálcio, a concentrações de PCR e sFas foram significantemente maiores naquele pacientes no 3 (10.9 mg/L vs 2.6 mg/L p= 0,03) e 4 (1372 ng/L vs.1111 ng/L p=0.048) quartis respectivamente. Na analise de regressão linear múltipla idade (OR=1.12; p=0.006), história prévia de doença coronariana (OR=18.3;p=0.02) e HDL (OR=0.94;p=0.03) foram independentemente associados a calcificação coronariana. Considerando somente paciente jovens (< 45 anos), o escore de cálcio correlacionou-se positivamente com concentrações de fósforo(r=0.52; p=0.04) e índice de Massa Corporal (r=0.86; p<0.01) e negativamente com HDL(r=0.56; p=0.03). Onze pacientes (36 por cento) apresentaram resultado positivo da Cintolografia Miocárdica (99 Tc MIBI)…(au).
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20083
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.