Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18038
Title: Hiperosmolaridade crônica em linhagens celulares representativas de diferentes porcões do néfron
Other Titles: Chronic hyperosmolarity in cell lines representative from different nefron portions
Authors: Santos, Oscar Fernando Pavão dos [UNIFESP]
Silva, Ronaldo Goncalves da [UNIFESP]
Keywords: Estresse Fisiológico
Técnicas de Cultura de Células
Proteínas de Choque Térmico
Tolerância a Medicamentos
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2002. 71 p.
Abstract: A capacidade de concentracao urinaria ao nascimento e baixa. O rim humano alcanca a capacidade adulta em aproximadamente 18 meses de idade, enquanto o rim do rato, a 6 semanas de idade. O sistema de contra-corrente renal, responsavel pelo gradiente osmotico axial cortico-medular, que e a base da concentracao urinaria, continua a se desenvolver (aumentar) no periodo pos-natal. O processo de criacao da urina concentrada requer que as celulas da medula interna renal sobrevivam e funcionem em altas concentracoes de NaCI e ureia. As celulas da medula interna enfrentam rapidas flutuacoes na osmolaridade, que pode alcancar menos de 100mOsm durante condicoes de diluicao maxima e mais de 3000mOsm durante a desidratacao em roedores. Estas mudancas excepcionais nas concentracoes de NaCI e ureia causam profundas alteracoes nas funcoes celulares, tal como reducao do volume celular, aumento na forca ionica intracelular e inibicao do processo biossintetico. Para sobreviver em um meio tao hostil, as celulas da medula interna renal desenvolveram um programa especializado que as tornam capazes de adaptarem-se ao meio hiperosmotico. Este programa envolve a ativacao de transducao de sinal de kinases, sintese de heat shock proteins (Hsps) e acumulo de osmois organicos compativeis, que restabelecem o volume intracelular e reduzem a forca ionica. Este estudo avaliou a adaptacao a hiperosmolaridade e expressao de Hsp70 em diferentes linhagens celulares de porcoes do nefron distintas, e comparou com celulas da medula interna ducto coletor (mIMCD 3). Celulas representativas de tubulo proximal (LLC-PK1), tubulo distal (MDCK) e mesangio (CMI) foram gradativamente adaptadas ate alcancar altas osmolaridades (760-lO6OmOsm) pela suplementacao do meio de cultura com NaCI e ureia equimolares. Alem disso, avaliamos a resistencia das celulas cronicamente adaptadas frente a estresses adicionais (H202, cisplatina e ciclosporina A) comparando as celulas mantidas em meio isotonico. Encontramos in vitro, um gradiente de adaptacao osmolar similar ao observado in vivo...(au)
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18038
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.