Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17920
Title: Perfil dos glicosaminoglicanos e proteoglicanos na epilepsia do lobo temporal em humanos
Other Titles: Glycosaminoglycan levels and proteoglycan expression are altered in the hippocampus of patients with mesial temporal lobe epilepsy
Authors: Naffah-Mazzacoratti, Maria da Graça [UNIFESP]
Perosa, Sandra Regina [UNIFESP]
Keywords: Ácido hialurônico
Heparitina sulfato
Esclerose
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2002. 128 p. ilus.
Abstract: Objetivo: Os Proteoglicanos, e os Glicosaminoglicanos (GAGs), sao elementos da matriz extracelular e no sistema nervoso central podem modular o crescimento de neuritos e funcionam como co-receptores para muitos fatores troficos. tendo um papel importante na diferenciacao neuronal e sinaptogenese. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi estudar a variacao da concentracao de condroitim sulfato, heparam sulfato e acido hialuronico, assim como, a expressao do RPTPb no tecido cerebral de pacientes portadores de epilepsia do lobo temporal. Metodos: Foram utilizados tecidos obtidos durante cirurgia do lobo temporal e tecidos obtidos de autopsia. A identificacao e quantificacao dos GAGs foi realizada por eletroforese em gel de agarose associada a hidrolise enzimatica. O acido hialuronico foi quantificado por um ensaio fluorimetrico recentemente desenvolvido por Martins e col. (2000), e a expressao do RPTPP foi visualizada por imunohistoquimica. Resultados: Comparado com o tecido controle, obtido por autopsia, o hipocampo epileptico mostrou um aumento na concentracao de condroitim sulfato (224 por cento, p=0,0109) e acido hialuronico (146 por cento, p=0,039) e concentracao similar aos valores controle de heparam sulfato. Nao foi observada nenhuma alteracao na concentracao de condroitim sulfato, heparam sulfato e acido hialuronico no neocortex temporal quando comparado com os valores controle. Houve, tambem, um aumento na expressao do receptor proteico tirosina fosfatase a nos astrocitos e na camada molecular interna do giro dentado do hipocampo esclerotico. Conclusoes: Uma vez que esses compostos estao associados com a injuria e reparo do tecido, estes resultados mostram, em um primeiro momento, que estas mudancas podem estar relacionadas com a reorganizacao) neuronal, associada a intensa gliose, observada no hipocampo destes pacientes, relacionando estes componentes da matriz com o fenomeno epileptico humano
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17920
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.