Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1779
Title: Estudo prospectivo de gestantes e seus bebês com risco de transmissão de toxoplasmose congênita em município do Rio Grande do Sul
Other Titles: Prospective study of pregnants and babies with risk of congenital toxoplasmosis in municipal district of Rio Grande do Sul
Authors: Spalding, Sílvia Maria
Amendoeira, Maria Regina R.
Ribeiro, Luis Carlos
Silveira, Claudio Alberto Magalhaes [UNIFESP]
Garcia, Aparecida P.
Camillo-coura, Léa
Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul Laboratório Central do Estado
Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Farmácia
Fundação Oswaldo Cruz Instituto Oswaldo Cruz Departamento de Protozoologia
Hospital da Criança Santo Antônio
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Fundação Oswaldo Cruz Instituto Fernandes Figueira Departamento de Anatomia Patológica
Fundação Oswaldo Cruz Escola Nacional de Saúde Pública Departamento de Ciências Biológicas
Keywords: Congenital toxoplasmosis
Transmission
Attendance
Serology
Toxoplasmose congênita
Transmissão
Acompanhamento
Sorologia
Issue Date: 1-Jul-2003
Publisher: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Citation: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT, v. 36, n. 4, p. 483-491, 2003.
Abstract: This study followed up 2,126 pregnant women cared for at SUS day-care clinics (Public Health Insurance System) of the northwest of the State of Rio Grande do Sul, Brazil. After serological screening we performed a follow up of all pregnant women and their babies. Serologic tests included: IgG, IgM, IgA and IgG avidity levels, mice inoculation and polymerase chain reaction (PCR) also placentas and umbilical materials were tested using immunoperoxidase as well as clinical evaluation. Of all the pregnant women screened, 74.5% were reactive to toxoplasmosis, and 3.6% presented IgM seropositivity. At ophthalmic evaluation ten women had ocular lesions and one infant presented eye lesions and brain calcification. The presence of anti-T.gondii specific IgM throughout the entire pregnancy did not characterize acute phase infection, for this, complementary tests were necessary. The importance is underscored for attendance of the newborn of mothers presenting serology compatible with this infection even in the absence of signs and symptoms of congenital toxoplasmosis.
A população estudada foi composta por 2.126 gestantes atendidas em unidades do Sistema Único de Saúde da região noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Após o screening sorológico inicial ocorreu o acompanhamento das gestantes, durante o pré-natal, e de seus bebês. Foram realizadas dosagens de IgG, IgM, IgA, Avidez de IgG, inoculação em camundongos, PCR e coleta de placenta e de cordões umbilicais para realizar a técnica de imuno-histoquímica além de avaliações clínicas. Das gestantes avaliadas, 74,5% eram IgG reagentes e 3,6% IgM reagentes. Nas avaliações oftalmológicas, foi observada lesão em dez gestantes e uma criança apresentou lesões oftalmológicas e calcificações cerebrais. A presença de IgM específico anti-T.gondii, durante toda a gestação não caracterizou a fase aguda recente da infecção, fazendo-se necessária a realização de testes complementares. Ressalta-se a importância do acompanhamento de neonatos de mães com sorologia compatível com a infecção mesmo sem sinais e sintomas sugestivos de toxoplasmose congênita.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1779
ISSN: 0037-8682
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822003000400009
Appears in Collections:Em verificação - Geral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0037-86822003000400009.pdf98.87 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.