Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17772
Title: Avaliacao da eficacia da psicoterapia interpessoal nos transtornos do espectro depressivo
Other Titles: Efficacy evaluation of the interpersonal therapy in the depressive spectrum disorders
Authors: Mello, Marcelo Feijo de [UNIFESP]
Keywords: Depressão
Metanálise como Assunto
Relações Interpessoais
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2002. 65 p. tab.
Abstract: Introdução: A Psicoterapia e uma forma de tratamento, que se utiliza da comunicacao e relacionamento sistematizado, entre o terapeuta e um ou mais pacientes. Esta e uma forma terapeutica que diferencia a psiquiatria das demais especialidades medicas. Dentro da psiquiatria pode ser indicada para o tratamento das diversas patologias, devendo assim ter um carater medico. Com relacao aos transtornos depressivos, varias formas de psicoterapia sao usadas ha bastante tempo, porem a avaliacao de sua eficacia dentro de modelos cientificos empiricos tem recebido recentemente atencao dos pesquisadores. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a aplicabilidade da terapia interpessoal, uma forma breve, manualizada, originalmente desenhada para o tratamento da depressao maior e a sua eficacia e aceitacao no tratamento dos transtornos do espectro depressivo. Metodos: Foi realizado um ensaio clinico controlado, randomizado, comparativo entre a moclobemida e a moclobemida mais a terapia interpessoal no tratamento de pacientes com transtorno distimico. Alem deste estudo foi realizada uma revisao sistematica dos achados de pesquisa sobre a eficacia da terapia interpessoal para transtornos depressivos. Conclusoes: A terapia interpessoal adaptada para a distimia teve boa aplicabilidade na lingua Portuguesa, entre pacientes ambulatoriais de baixo poder economico e nivel educacional. A terapia combinada nao foi superior a medicacao sozinha, porem existe uma tendencia de manutencao da melhora no decorrer do tempo no grupo da terapia combinada. Apesar de nao ser uma diferenca estatisticamente significativa, em parte devido ao poder estatistico reduzido devido ao tamanho da amostra. A revisao sistematica e a metanalise demonstraram que no tratamento dos transtornos depressivos a terapia interpessoal e mais eficaz que o placebo e outras formas de psicoterapia, e tao eficaz quanto a medicacao e a terapia cognitiva comportamental, e a terapia combinada nao ofereceu potencializacao quando comparada com a medicacao sozinha
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17772
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.