Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17131
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMorais, Mauro Batista de [UNIFESP]
dc.contributor.authorSoares, Ana Cristina Fontenele [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:01:18Z
dc.date.available2015-12-06T23:01:18Z
dc.date.issued2000
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2000. 117 p. tabgraf.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17131
dc.description.abstractO metano e o hidrogenio sao gases intestinais que podem estar presentes no ar expirado. Na infancia, a producao de metano tem sido associada com constipacao cronica funcional principalmente nos pacientes com escape fecal. Assim, os objetivo deste estudo foram: 1- pesquisar a producao de metano em pacientes com constipacao cronica funcional com e sem escape fecal; 2- avaliar a producao de metano apos seis semanas de tratamento da constipacao cronica funcional; 3- Avaliar a concentracao de metano no ar expirado antes e apos a evacuacao induzida pelo enema retal. Foram estudados 55 pacientes com constipacao cronica funcional, sendo 38(69,1 por cento) com escape fecal e 17 (30,9 por cento) sem escape fecal, que foram comparados com 10 criancas com habito intestinal normal. A idade dos pacientes e das criancas com habito intestinal normal variou de tres a 13 anos. Foram avaliados, tambem, a concentracao de metano no ar expirado em 12 pacientes com constipacao cronica com impactacao fecal antes e apos a evacuacao induzida por enema retal. Os pacientes com constipacao cronica funcional e as criancas com habito intestinal normal realizaram o teste de hidrogenio e metano no ar expirado apos inGestão de lactulose, para avaliacao do tempo de transito intestinal oro-cecal e o teste do rosa carmim para avaliacao do tempo de transito oro-anal. A producao de metano foi caracterizada pela presenca de metano no ar expirado >3 ppm. O hidrogenio e o metano foram analisados por cromatografia gasosa, com o emprego de um aparelho Quintron©. Producao de metano foi mais frequente nos pacientes com constipacao cronica funcional com escape fecal 32/38 (84,2 por cento) do que nos pacientes com constipacao sem escape fecal 2117 (ll,8 por cento) e nas criancas com habito intestinal normal 0110 (O,O por cento), sendo a diferenca estatisticamente significante. Dos 23 pacientes com constipacao cronica produtora de metano que foram acompanhados por seis semanas, 62,5 por cento deixaram de ser produtores de metano (p<O,OOl). Apos a realizacao de enema retal para esvaziamento, observou-se reducao de 50 por cento na concentracao de metano no ar expirado, sendo que tres (25,0 por cento) dos 12 pacientes nao apresentavam metano na amostra coletada apos a evacuacao. Conclui-se que existe associacao entre producao de metano e constipacao cronica funcional com escape fecal. O controle da constipacao acompanha-se de reducao na producao de metano. O enema retal para ...(au)pt
dc.format.extent117 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectMetanopt
dc.subjectConstipação Intestinalpt
dc.subjectCriançapt
dc.subjectMethaneen
dc.subjectConstipationen
dc.subjectChilden
dc.titleExcreção de metano no ar expirado por crianças com constipação crônica funcionalpt
dc.title.alternativeBreath methane excretion in children with chronic constipationen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.identifier.fileepm-016915.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.