Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16989
Title: Estudo corte transversal e qualitativo de manifestacoes psicopatologicas nao especificas em Vila Mariana, municipio de São Paulo
Other Titles: Cross-sectional and quantitative study on non-especific psychopathological manifestations in an urban area of São Paulo's city
Authors: Solymos, Gisela Maria Bernardes [UNIFESP]
Keywords: Transtornos Mentais/psicologia
Existencialismo
Saúde Mental
Psicopatologia
Issue Date: 2000
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 2000. 359 p.
Abstract: As manifestacoes psicopatologicas nao especificas (MPNE) apresentam uma prevalencia media de 25 por cento na populacao norte-americana, sendo maior em mulheres (30 por cento) e populacao de baixa renda (36,4 por cento). No Brasil, alguns estudos tem indicado uma prevalencia que vai de 19 por cento, na cidade de São Paulo, a 34,1 por cento em Brasilia. As MPNE tambem estao associadas a situacoes de etresse, experiencias de guerra ou exposicao a outras adversidades; doencas fisicas e mentais, especialmente exacerbando o prejuizo e o sofrimento que as acompanham; escolaridade; e situacao de trabalho. Algumas hipoteses foram elaboradas para compreender o que essas manifestacoes representam, mas nenhum estudo sistematico foi realizado para responder a essa questao. O presente trabalho teve por objetivo investigar as associacoes das MPNE com variaveis socioeconomicas e demograficas, condicoes de bem estar e Saúde em amostras da populacao geral que habita na regiao do municipio de São Paulo atendida pelo Centro de Saúde Vila Mariana. Experiencias pessoais de vida foram coletadas junto a uma sub-amostra, atraves de entrevistas abertas. Nesse estudo corte transversal, nos entrevistamos uma amostra randomica de 05 sujeitos da comunidade, maiores de 15 anos e distribuidos em tres categorias socioeconomicas (alta, media e baixa); uma sub-amostra de 28 pessoas relatou suas experiencias vividas associadas as respostas dadas ao questionario. Os instrumentos utilizados foram Questionario Socioeconomico e Condicoes de Vida (Doenca Referida), questionario de Morbidade Psiquiatrica do Adulto (QMPA), Escala de Bem Estar Subjetivo (SUBI) e entrevista aberta gravada. A analise dos dados deu-se em cinco tapas: 1) caracterizacao demografica e socioeconomica da amostra estudada por sexo; 2) caracterizacao socioeconomica e demografica das manifestacoes psicopatologicas nao especificas (MPNE), segundo os fatores ansiedade e depressao; 3) investigacao da associacao entre MPNE e escores de bem estar subjetivo; 4) identificacao das variaveis independentes preditivas dos componentes de ansiedade e depressao (regressao logistica); 5) analise fenomenologica das entrevistas abertas e delineamento da estrutura da experiencia vivida dos relatos. As variaveis preditivas (associacao positiva) dos componentes estudados do QMPA foram: a) para ansiedade: ter baixo nivel socioeconomico, ser mulher, ter tres ou mais filhos; e b) para depressao: ter de ...(au)
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16989
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.