Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16969
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLopez, Fábio Ancona [UNIFESP]
dc.contributor.authorGarófolo, Adriana [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:01:09Z
dc.date.available2015-12-06T23:01:09Z
dc.date.issued2000
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2000. 134 p. tabgraf.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16969
dc.description.abstractO presente estudo foi realizado com o objetivo de avaliar o estado nutricional de criancas e adolescentes em tratamento oncologico no Instituto de Oncologia Pediatrica do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina -Universidade Federal de São Paulo, submetidos a orientacao nutricional dietetica. A avaliacao do estado nutricional foi baseada nas medidas antropometricas de peso, estatura, PCT e CB. O diagnostico da desnutricao energetico-proteica (DEP) nas criancas menores de 10 anos foi realizado segundo os criterios de Gomez e Waterlow e atraves do escore-z de acordo com os criterios propostos pela OMS. O IMC foi utilizado para o diagnostico da desnutricao nos adolescentes e adultos jovens. 145 criancas e adolescentes foram avaliados para peso e estatura e 131 para PCT e CB a admissao. O acompanhamento do estado nutricional ate o 3§ mes foi realizado em 112 pacientes para peso e estatura e em 109 para PCT e CB. Ate o 6§ mes, 51 pacientes foram acompanhados para peso e estatura e 54 para PCT e CB. Os resultados mostraram alta prevalencia de DEP a admissao, observada principalmente entre criancas menores de 2 anos e adolescentes para todos os diagnosticos. Porem, esses resultados foram mais importantes no grupo de tumores solidos, principalmente entre os portadores de neuroblastoma, tumor de SNC e osteossarcoma. A evolucao do estado nutricional demonstrou diferenca estatistica entre os dois grupos (S e H) somente para as criancas menores de l O anos, porem a prevalencia de DEP nos dois periodos foi significantemente maior entre os casos de tumores solidos para todas as faixas etarias. Os resultados globais nao demonstraram recuperacao do estado nutricional dessa populacao atraves da intervencao nutricional proposta. Conclui-se que sao necessarios outros estudos avaliando os resultados dos metodos de terapia nutricional em criancas e adolescentes com cancerpt
dc.format.extent134 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectNeoplasiaspt
dc.subjectCriançapt
dc.subjectAdolescentept
dc.subjectEstado nutricionalpt
dc.subjectDesnutrição protéico-calóricapt
dc.titleEstado nutricional de crianças e adolescentes com câncerpt
dc.title.alternativeNutritional status of children and adolescents with canceren
dc.typeDissertação de mestrado
dc.identifier.fileepm-016746.pdf
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.