Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16441
Title: Adultos são capazes de reconhecer a expressão facial de dor no recém-nascido a termo?
Other Titles: Do adults recognize the facial expression of pain of full term newborn infants?
Authors: Guinsburg, Ruth [UNIFESP]
Balda, Rita de Cássia Xavier [UNIFESP]
Keywords: Recém-nascido
Dor
Expressão facial
Medição da dor
Issue Date: 1999
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: São Paulo: [s.n.], 1999. 147 p. ilustabgraf.
Abstract: O objetivo deste estudo foi verificar se adultos reconhecem a mímica facial de dor de recém-nascidos (RN). Para tanto, fotografou-se três RN a termo saudáveis que necessitaram de punção do calcâneo para coleta de glicemia. As fotografias focalizaram a face do RN, sendo feitas oito fotos de cada RN em oito tempos: TI, T3, T6 e T8: repouso; T2: estímulo luminoso; T4 e T5: fricção do calcâneo; T7: punção. Cada entrevistado respondeu a um questionário com dados pessoais e profissionais, analisou por um minuto cada uma das três séries de fotos e respondeu à questão: "Em qual foto desta prancha o(a) senhor(a) acha que o RN está sentindo dor?" Os 405 entrevistados foram divididos nos grupos Saúde e ÑSaúde. O grupo Saúde constituiu-se por 70 médicos e enfermeiras, 50 residentes em pediatria e 71 auxiliares de enfermagem com idade média de 31 anos, sendo 94 por cento mulheres, 54 por cento solteiros, média de O,7 filhos e 17 anos de escolaridade, com renda per capita de R$1578,00. O grupo ÑSaúde foi formado por 71 pais de RN saudáveis, 70 pais de RN internados em UTI neonatal e 73 pais de crianças de outras faixas etárias, com idade média de 29 anos, sendo 82 por cento mulheres, 8 por cento solteiros, média de 2 filhos e 8 anos de escolaridade, com renda per capita de R$499,00. Em relação aos resultados obtidos, 74 por cento dos adultos Saúde e 86 por cento dos indivíduos ÑSaúde apontaram corretamente a foto com expressão facial de dor nas três ou em pelo menos duas das três séries. Com relação ao tipo de resposta obtida, 94 por cento, 53 por cento e 54 por cento do grupo Saúde e 92 por cento, 68 por cento e 66 por cento do grupo ÑSaúde apontou a foto relativa à punção, respectivamente nas séries 1, 2 e 3 . Concluiu-se que a expressão facial é efetiva e universal para a comunicação da dor entre o RN a termo e o adulto que o observa. Entretanto, os profissionais de saúde reconheceram menos a expressão facial de dor destes RN. Provavelmente, a interferência conjunta de fatores relacionados às características pessoais e profissionais tenham contribuído para este resultado.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16441
Appears in Collections:Em verificação - Dissertações e teses

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.