Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1220
Title: A experiência de usuários do serviço público em psicoterapia de grupo: estudo qualitativo
Other Titles: The experience of public service users with group psychotherapy: a qualitative study
Authors: Peluso, Érica de Toledo Piza [UNIFESP]
Baruzzi, Márcia [UNIFESP]
Blay, Sergio Luis [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Psychotherapy, brief
Psychotherapy, group
Outcome and process assessment (health care)
Public sector
Patient acceptance of health care
Interviews
Therapeutic process
Qualitative analysis
Psicoterapia breve
Psicoterapia de grupo
Avaliação de processos e resultados (cuidados de saúde)
Setor público
Aceitação pelo paciente de cuidados de saúde
Entrevistas
Processo terapêutico
Análise qualitativa
Issue Date: 1-Aug-2001
Publisher: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Citation: PELUSO, Érica de Toledo Piza; BARUZZI, Márcia; BLAY, Sérgio Luís. A experiência de usuários do serviço público em psicoterapia de grupo: estudo qualitativo. Rev. Saúde Pública, São Paulo , v. 35, n. 4, p. 341-348, ago. 2001
Abstract: OBJECTIVE: To assess the experience of public service users in a time-limited psychotherapeutic group dynamic intervention. METHODS: Eleven patients were randomly selected from a group of 52 who had participated in an efficacy study and were interviewed in-depth. Their account was submitted to content analysis, according to the Grounded Theory methodology. RESULTS: In general, patients accepted well and positively evaluated the psychotherapy intervention. The main findings were the importance of patient's interaction with the group participants, and their therapeutic course after the intervention, when most of them carried on with psychotherapy. CONCLUSIONS: The psychotherapeutic intervention was well accepted among the patients, had a favorable outcome and stimulated them to proceed with psychotherapy.
OBJETIVO: Investigar a experiência de usuários de serviço público em uma breve intervenção psicoterápica de grupo, de orientação dinâmica. MÉTODOS: Dentre 52 pacientes que participaram de intervenção psicoterápica de grupo, em estudo de eficiência, 11 foram sorteados e submetidos a entrevistas retrospectivas em profundidade. O relato dos pacientes foi submetido à análise de conteúdo, segundo metodologia do Grounded Theory. RESULTADOS: A análise das entrevistas revelou que houve boa aceitação e avaliação positiva da intervenção psicoterápica por parte dos pacientes. Os principais achados foram a importância da interação entre os participantes e a trajetória terapêutica após o término da intervenção, na qual a maior parte dos pacientes deu seguimento à psicoterapia. CONCLUSÕES: A intervenção psicoterápica foi bem aceita pelos pacientes, produzindo resultados relevantes e estimulando a continuidade da psicoterapia.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1220
ISSN: 0034-8910
Other Identifiers: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102001000400002
Appears in Collections:Artigo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0034-89102001000400002.pdf108.23 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.