Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10374
Title: Análise da postura corporal estática segundo o nivel de atividade fisica em idosos residentes no municipio de São Paulo
Other Titles: Analysis of static body posture to the level of physical activity in elderly residents in São Paulo
Authors: Ramos, Luiz Roberto [UNIFESP]
Reis, Camila Costa Ibiapina [UNIFESP]
Keywords: Postura
Atividade Motora
Envelhecimento
Qualidade de Vida
body posture
physical activity
ageing
quality of life
Issue Date: 2009
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: REIS, Camila Costa Ibiapina. Análise da postura corporal estática segundo o nivel de atividade fisica em idosos residentes no municipio de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Abstract: The fast and intense ageing of the population leads to the necessity of a functional ageing. It is believed that the body posture and the physical activity can contribute to preserve the elderly’s autonomy and independence. Objectives: to analyze the elderly’static body posture with different levels of physical activity, controlling by sex and age, as well as to correlate body posture and quality of life level. Methods: It is a transversal, analytic-descriptive study, with blind assessment, because the body posture observers were not aware of the elderly’s physical activity and quality of life level. One hundred and sixty (160) elderly people were evaluated, being 104 women and 56 men, with an average age of 72.1 years old (± 7.1). In the body posture assessment, a symmetrograph and a plumb-bob were used, besides photographs in the anterior, posterior, right and left lateral views. This assessment counted on the participation of two observers simultaneously with no communication between them. The physical activity level was evaluated by means of the “International Physical Activity Questionnaire” (IPAQ), long version (transportation and leisure); and the quality of life by means of the SF-36 (Short-Form) questionnaire. As for the statistical analysis, a descriptive analysis of the sample was firstly carried out. After that, Student’s t test, chisquare test, unconditional logistic regression and kappa’s test were also used, being the adopted significance level p< 0,001. Results: 70.6% of the insufficiently active elderly showed the worst body posture, whereas in physically active elderly this frequency was of 44.6%, independently of sex. The oldest elderly have more chances to have a worse body posture than the youngest elderly. It was also observed an association between quality of life and body posture only in the field limitation due to physical aspects. A good agreement level between the postural evaluation observers was also observed. Conclusion: In relation to the sample studied, it was possible to conclude that the physically active elderly show a better body posture when compared to the insufficiently active elderly, independently of sex. The oldest elderly have a bigger chance of having worse body posture than the youngest elderly. Besides, the elderly with the worst body posture show more limitations due to physical aspects.
O rápido e intenso envelhecimento da população desperta para a necessidade de um envelhecer funcional. Acredita-se que a postura corporal e a atividade física possam contribuir para preservar a autonomia e a independência dos idosos. Objetivos: analisar a postura corporal estática dos idosos com diferentes níveis de atividade física, controlando por sexo e idade. Além disso, objetivou-se, também, correlacionar a postura corporal e o nível de qualidade de vida. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, analítico-descritivo e com avaliador cego, pois os observadores da postura corporal desconheciam o nível de atividade física e da qualidade de vida dos idosos. Foram avaliados 160 idosos, sendo 104 mulheres e 56 homens, com média de idade 72,1 anos (+7,1). Na avaliação da postura corporal, foi utilizado o simetrógrafo e o fio de prumo, além de fotografias nas vistas anterior, posterior, lateral direita e esquerda. Essa avaliação contou com a participação de dois observadores simultaneamente e sem comunicação. O nível de atividade física foi avaliado através do “Questionário Internacional de Atividade Física”, versão longa (domínio transporte e lazer); e a qualidade de vida por meio do questionário SF-36. Para análise estatística, primeiramente, realizou-se uma análise descritiva da amostra e, em seguida, o teste t de Student, qui-quadrado, regressão logística incondicional e teste de kappa, sendo onível de significância adotado p < 0,001. Resultados: Dos idosos insuficientemente ativos 70,6% apresentaram pior postura, enquanto que, em idosos ativos fisicamente, essa frequência foi de 44,6%, independente do sexo. Os idosos mais velhos têm mais chances de ter pior postura que os idosos mais novos. Verificou-se associação entre a qualidade de vida e a postura apenas no domínio limitação por aspectos físicos. Observou-se bom nível de concordância entre os observadores da avaliação postural. Conclusão: Em relação à amostra estudada, pode-se concluir que os idosos ativos fisicamente apresentam melhor postura corporal quando comparado com os idosos insuficientemente ativos, independentes do sexo. Os idosos mais velhos têm maior chance de ter pior postura que os idosos mais novos. Além disso, os idosos com pior postura apresentam maiores limitações por aspectos físicos.
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/10374
Appears in Collections:Dissertação de mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_Camila Ibiapina.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.