Prevalência das dermatoses em escolares

Prevalência das dermatoses em escolares

Título alternativo Prevalence of dermatosis in scholars
Autor Laczynski, Cristina Marta Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cestari, Silmara da Costa Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo A part of a student population was chosen in the city of Santo André (São Paulo State, Brazil), in order to inquire the amount and the sort of dermatosis found in scholars attending the first grade among private and public schools. In consequence, the aim of this work was the observation of the incidence and prevalence of dermatosis comparing the two kinds of school with data found in the concerning literature. The work was classified as populational outline, in a sample of 200 children, between 7 and 14 years old, each one of them with a written term of consent signed by their parents and were excluded children out of the range of the age chosen, pregnant adolescents and children whose parents did not sign the written term of consent. In all those children were performed a complete dermatological clinical examination, in their own scholar environment, in proper rooms with the privacy needed for this sort of event. Results were achieved by items like kind of school, scholar grade, gender, colour, phototype and diagnosis. Regarding the scholar grade, there was a prevalence of the second and fifth degrees. In item gender, the females prevailed (53%) upon the males (47%). The white coloured majored upon the others (85%), with no significant statistic difference between the two kinds of schools. In diagnosis, 25 children (12,5%) showed no dermatological lesion at all, and were classified as belonging to the “eudermia” group. Among the 175 other children (88%) which had dermatosis, 83% of them were from private schools and 93% were from public schools. Continuing on diagnosis, the group “inflamatórias” predominate in public schools and the “neoplasias benignas” predominate in private ones. Regarding the particular sort of dermatosis, melanocytic nevi prevailed more in private schools, followed by acne and in the public schools the prevalence were higher for pithyriasis alba, reticular livedo and asteatosis, and surprisingly, onychophagia, which were the forth diagnosis more prevalent in both kinds of school.

Os objetivos deste trabalho foram a observação da prevalência das dermatoses encontradas e a comparação dos dois tipos de instituição com os dados encontrados na pesquisa de literatura concernente e foi escolhida uma parcela da população estudantil de primeiro grau na cidade de Santo André, no ABC paulista, para a pesquisa da prevalência de dermatoses encontradas em escolares frequentando o primeiro grau de escolas públicas e particulares. Esta pesquisa foi do tipo perfil populacional, numa amostra de 200 crianças, na faixa etária de 7 a 14 anos, todas elas apresentando termo de consentimento assinado por seus pais ou responsáveis, e foram excluídas crianças fora da faixa etária mencionada, assim como adolescentes gestantes e crianças cujos pais ou responsáveis se negaram a assinar o termo de compromisso. Em todas as crianças foi feito um exame dermatológico completo, no próprio ambiente escolar, em salas adaptadas com a privacidade exigida para tal exame. Os resultados foram avaliados seguindo os parâmetros de tipo de instituição, nível escolar, gênero, raça, fototipo e diagnóstico. Em relação ao nível escolar, predominaram os alunos de segunda e quinta séries. Quanto ao gênero, houve um predomínio do feminino (53%) sobre o masculino (47%). Ocorreu predomínio da raça branca (85%) em relação às demais raças, sem diferença estatística significante entre os dois tipos de instituição. No item diagnóstico, 25 crianças (12,5%) não apresentaram lesão dermatológica, sendo classificadas como pertencentes ao grupo “eudermia”. Das outras 175 crianças que apresentavam dermatoses (87,5%), 82% pertenciam às escolas particulares e 93% às escolas públicas. Dentro ainda do item dermatoses, houve predomínio do grupo considerado “inflamatórias” nas escolas públicas e um predomínio das “neoplasias benignas” nas escolas particulares. Quanto ao tipo específico de dermatose, houve prevalência maior de nevus melânicos nas escolas particulares, seguida de acne e, nas escolas públicas, a prevalência foi maior de pitiríase alba, livedo reticular e asteatose, chamando a atenção para a onicofagia, sendo ela a quarta afecção mais encontrada, em ambos os tipos de instituição.
Palavra-chave Scholars
Student population
Dermatose
Escolares
Instituições acadêmicas
Schools
Dermatosis
Idioma Português
Data de publicação 2009-03-25
Publicado em LACZYNSKI, Cristina Marta Maria. Prevalência das dermatoses em escolares. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9956

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-063.pdf
Tamanho: 1.900MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta