Polimorfismo do gene RHD em indivíduos com fenótipo RhD (RH1) negativo e portadores de aloanticorpo anti-D

Polimorfismo do gene RHD em indivíduos com fenótipo RhD (RH1) negativo e portadores de aloanticorpo anti-D

Título alternativo RHD gene polymorphisms in alloimmunized RhD negative individuals
Autor Martin, Fábio de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bordin, José Orlando Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Background- The D-negative phenotype is the result of the total RHD gene deletion in almost all Caucasians, but it accounts for only about 20% in Africans and 70% in Asians. In Africans the RHDΨ that is an insertion of 37bp in exon 4 is one of the most important causes of the D-negative phenotype. We investigated the RHD polymorphisms in D-negative phenotype mixed Brazilians who developed anti-D alloantibody. Study design and Methods: One hundred and thirty individuals RhD negative associated to anti-D alloantibody were studied for polymorphisms by performing PCR and RHD sequencing . Results: We found that 118/130 (90.76%) of D-negative tested individuals had total RHD gene deletion, while 12/130 (9.24%) showed RHD gene polymorphisms. The RHDΨ was found in 10 (7.70%) individuals who had the insertion of 37pb between the end of intron 3 and exon 4 and the mutations 609 G>A, 654 G >C, 667 T>G, 674C>T, 807 T>G. One sample (0.77%) hybrid RHD-CE-Ds /RHDΨ, and another (0.77%) weak D type 4.2 were characterized due to mutations 186 G>T, 410 C>T, 455 A>C, 1025 T>C / 609 G>A, 654 G >C, 667 T>G, 674C>T, 807 T>G + the insertion of 37pb and 602 C>G, 667 T>G, 957 G>A, 1025 T>C, respectively. Conclusion: The results showed that the RHD gene was present in 9.24% of racially mixed Brazilians who produced clinically significant anti-D alloantibodies. Therefore, the data showed that careful attention is necessary for clinicians in applying RhD genotyping to transfusion medicine in populations with high rate of racial admixture.

O fenótipo RhD negativo é decorrente da deleção total do gene RHD na quase totalidade dos caucasianos, por volta de 20% dos africanos e em 70% dos asiáticos. Em africanos, o RHDΨ caracterizado por uma inserção de 37 pb no exon 4 é um dos principais responsáveis pelo fenótipo RhD negativo. Em asiáticos, o DEL é uma importante causa de RhD negativo. Nós investigamos os polimorfismos do gene RHD numa amostra populacional miscigenada brasileira. Objetivo: Determinar a frequência de polimorfismos do gene RHD em uma amostra populacional miscigenada caracterizada pelo fenótipo D negativo portadora de aloanticorpo anti-D. Casuística: Foram estudados 130 indivíduos pré-selecionados através de registros imunohematológicos no Hemocentro do Hospital São Paulo- UNIFESP e no Hemocentro da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Métodos: Os polimorfismos foram estudados através da técnica sorológica e da técnica molecular de reação em cadeia da polimerase (PCR) seguido de sequenciamento gênico. Os dados clínicos foram obtidos através de um questionário feito previamente à coleta das amostras. Resultados: Nosso estudo determinou que 118/130 indivíduos (90,76%) apresentavam a deleção total do gene RHD, enquanto 12/130 (9,24%) mostraram polimorfismos do gene RHD. O RHDΨ foi encontrado em 10 (7,70%) indivíduos que apresentavam a inserção de 37 pb entre o final do exon 3 e exon 4 e as mutações 609 G>A, 654 G>C, 667 T>G, 674C>T, 807 T>G. Um indíviduo (0,77%) RHD-CE-Ds /RHDΨ híbrido, e um indíviduo (0,77%) D Fraco tipo 4.2 foram caracterizadas por apresentarem as mutações 186 G>T, 410 C>T, 455 A>C, 1025 T>C / 609 G>A, 654 G >C, 667 T>G, 674C>T, 807 T>G mais a inserção de 37pb e 602 C>G, 667 T>G, 957 G>A, 1025 T>C, respectivamente. Conclusão: Os resultados mostraram que o gene RHD estava presente em 9,24% indivíduos brasileiros miscigenados que produziram aloanticorpo anti-D que geralmente é clinicamente significante. Portanto, este estudo sugere que o uso da genotipagem em populações com alta taxa de miscigenação pode aumentar a segurança na medicina transfusional.
Palavra-chave Aloimunização
Fenótipo RhD (RH1) negativo
Polimorfismos gene RHD
Polimorfismo genético
Reações antígeno-anticorpo/imunologia
Fenótipo
Idioma Português
Data de publicação 2010-04-28
Publicado em MARTIN, Fábio de Oliveira. Polimorfismo do gene RHD em indivíduos com fenótipo RhD (RH1) negativo e portadores de aloanticorpo anti-D. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9941

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-099.pdf
Tamanho: 1.506MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta