Perdas de vacinas: razões e prevalência em quatro unidades federadas do Brasil

Perdas de vacinas: razões e prevalência em quatro unidades federadas do Brasil

Título alternativo Vaccine wastage: causes and prevalence in four Brazilian States
Autor Samad, Samia Abdul Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silva, Edina Mariko Koga da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: The need for a systematic evaluation of the prevalence of vaccine wastage in the National Immunization Program (PNI) is necessary for management of vaccine supplies in the country. For this reason, an information system to track vaccine utilization (SI-AIU) was developed to calculate vaccine wastage in individual vaccination posts. As part of the pilot implementation of the vaccine management system in four Brazilian states, data were analyzed to estimate prevalence of vaccine wastage and causes of wastage at all levels in the immunization program. Objective: Evaluate the prevalence of wastage and causes for four vaccines (BCG, diphtheria-tetanus-pertussis-Hib [DTP-Hib], oral rotavirus and measles-mumpsrubella [MMR]) in routine immunization programs in four states. Results: Wastage rates averaged 75.1% (range, 69.1% – 80.3%) for BCG; 25.1% (range, 15.6% – 37.9%) for DTP+Hib; 64.1% (50.0% – 76.0%) for MMR and 3.6% (2.2% – 5.7%) for rotavirus. Multi-dose vial practices were responsible for more than 90% of all wastage for all vaccines except rotavirus. Method: Cross sectional study to analyze the losses of the vaccines in 2008 year, in 2,553 classrooms in 600 municipalities in the states of Amazonas, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul and Santa Catarina, excluding those that had inconsistencies with the records. Rooms identified with complete data (12 month forward) and partial (one to 11 months). Calculated the prevalence of technical losses, splitting the difference between used doses and administered doses, multiplied by one hundred. Then it was calculated the proportion of losses by type (physical and technical), assessing the magnitude of one over another. At last was calculated the proportion of reasons for physical loss, the rate of missed doses per 100 doses, the financial costs of underwriting loss, the prevalence of loss in the halls of vaccines with complete and partial odds ratio, and loss by population size. Results: Prevalence of loss to the vaccine SRC 64.1% (95% CI 50.0 to 76.0%), DTP+Hib 25.1% (95% CI 15.6 to 37.9%), BCG was 75 1% (95% CI 69.1 to 80.3%); VORH 3.6% (95% CI 2.2 to 5.7%). The proportion by type of loss was higher for the technical loss VORH 58% and other vaccines> 90%.Conclusion: In assessing the prevalence of losses of each State the confidence interval is presented near the value found, however, there was high heterogeneity among states, suggesting that the results are considered individually. Dropout rates were higher in multi-dose vials with limited shelf life after open bottle (BCG and SRC). Monitoring losses with the new system is needed to investigate strategies for different production and distribution to reduce losses without losing opportunities to vaccinate.

Introdução: A necessidade de uma avaliação sistemática da prevalência de perdas de vacinas do Programa Nacional de Imunizações (PNI) constitui-se em uma etapa fundamental para a gestão de vacinas no país. A amplitude dessa ação levou ao desenvolvimento de uma ferramenta potencial de apuração de imunobiológicos utilizados SI_AIU, para avaliação de perdas ocorridas desde a sala de vacina. Como parte da implantação do SI-AIU nos primeiros quatro estados, foram analisados os dados produzidos para estimar a prevalência de perdas e suas causas nos três níveis do programa de imunização. Objetivo: Avaliar a prevalência e tipos de perdas das vacinas SRC, DTP+Hib, BCG e VORH em quatro unidades federativas. Método: Estudo descritivo de corte transversal para análise de perdas das vacinas no ano 2008, em 2.553 salas de vacinas dos 600 municípios do Amazonas, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul e de Santa Catarina, excluídas as que apresentavam inconsistências em relação aos registros. Identificadas salas com dados completos (12 meses de envio) e dados parciais (de um a 11 meses). Calculou-se a prevalência de perdas técnicas, dividindo a diferença entre doses utilizadas e doses aplicadas pelo total de doses utilizadas, multiplicado por cem. Em seguida foi calculada a proporção de perdas por tipo (físicas e técnicas), avaliando-se a magnitude de uma em relação à outra. Calculou-se a proporção dos motivos de perda física, a taxa de doses perdidas por 100 doses utilizadas, os custos financeiros da perda técnica, a prevalência de perdas em salas de vacinas com dados completos e parciais e a razão de chance de perdas por porte populacional. Resultados: prevalência de perdas para a vacina SRC 64,1% (IC 95% 50,0–76,0%); DTP+Hib de 25,1% (IC 95% 15,6–37,9%); BCG foi 75,1% (IC 95% 69,1–80,3%); VORH 3,6% (IC 95% 2,2–5,7%). A proporção por tipo de perdas foi maior para a perda técnica VORH 58% e demais vacinas >90%. Conclusão: Na avaliação da prevalência de perdas de cada um dos Estados o intervalo de confiança se apresentou próximo do valor encontrado, no entanto, observou-se alta heterogeneidade entre os Estados, sugerindo que os resultados sejam considerados individualmente. Taxas de perdas foram maiores em frascos multidose com curta validade após frasco aberto (BCG e SRC). Monitoramento de perdas com o novo sistema é necessário para investigar estratégias de produção e distribuição diferenciadas a fim de reduzir perdas sem perder oportunidades de vacinar.
Palavra-chave Dose perdida
Dosagem
Tipos de perdas e motivo de perdas
Prevalência
Vacinas
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-26
Publicado em SAMAD, Samia Abdul. Perdas de vacinas: razões e prevalência em quatro unidades federadas do Brasil. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 85 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9923

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-12586.pdf
Tamanho: 1.021MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta