Percepção da sexualidade em mulheres submetidas à histerectomia total e subtotal

Percepção da sexualidade em mulheres submetidas à histerectomia total e subtotal

Título alternativo The perception of sexuality in women subjected to radical hysterectomy and subtotal
Autor Faleiros, Nayara de Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silva, Ivaldo da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Hysterectomy is one of the most performed surgeries in many contries, including Brazil. Nevertheless, there is still controversy about the possible psychological effects that can be triggered in female sexuality from this intervention. Depressive symptoms, feelings of loss of femininity, frigidity, change in body image (perceiving themselves hollow, empty, with a hole), and affective interference in conjugal life are some of the aspects found in studies relevant to the topic. Another important issue is related to possible differences in postoperative outcome between total and subtotal hysterectomy. The aim of this research was to investigate the possible effect of preoperative and postoperative (3 and 6 months after surgery) hysterectomy on patients’s sexuality and corporeality. Patients were submitted individual interviews and to Female Function Index (FSFI) and Female Sexuality Questionnaire Mccoy. Symptom relief in preoperative period improved the quality of patient’s life, including sexuality. Three months after postoperative period, strange body sensation was reported which gradatively disappeared. The postoperative period was improved as patients did not attribute to the uterus the source of feminility. A tendency of improvement of sexual life in postoperative period was observed. In conclusion, sexuality has a multifactorial nature and not restricted to a single factor, as hysterectomy. Additional studies are warranted to validate these results.

A histerectomia é uma das cirurgias mais freqüentemente realizada em diversos países, incluindo-se o Brasil. Apesar disso, ainda há controvérsias sobre os possíveis efeitos psicológicos que podem ser desencadeados na sexualidade feminina a partir desta intervenção. Sintomas depressivos, sentimentos de perda da feminilidade, frigidez e mudança na imagem corporal - perceber-se oca, vazia, com um buraco – e interferência na vida afetivo-conjugal são alguns dos aspectos referidos em estudos pertinentes a essa temática. Outra questão muito discutida se relaciona às possíveis diferenças no pós-operatório entre a histerectomia total e a subtotal. O objetivo da presente pesquisa foi mapear, qualitativamente, os períodos pré-operatório e pós-operatório (após três meses e após seis meses) de cada paciente participante, verificando as possíveis diferenças na percepção das mesmas em sua sexualidade e corporeidade. Para tanto, utilizamos como instrumentos a entrevista individual e os testes FSFI (Índice de Função Sexual Feminina) e Questionário de Sexualidade Feminina de McCoy. Como resultado, verificamos que o alívio nos sintomas vividos no pré-operatório trouxe uma melhoria na qualidade de vida das pacientes, inclusive no que tangia a sexualidade. O pós-operatório de três meses foi considerado um momento de transição, em que apareceram algumas sensações de estranheza corporal que se dissiparam gradualmente. As pacientes não atribuíram ao útero uma força simbólica de representante da feminilidade, o que lhes favoreceu no período pós-operatório. Os escores dos testes apresentaram uma tendência à melhoria da vida sexual das pacientes no pós-operatório. Como conclusão, podemos dizer que o caráter multifatorial da sexualidade ficou em evidência, na medida em que percebemos a conjunção de fatores que operaram nas conseqüências da histerectomia. Novos estudos sobre o tema são importantes na validação desses resultados.
Palavra-chave Sexualidade
Histerectomia
Idioma Português
Data de publicação 2011-02-22
Publicado em FALEIROS, Nayara de Paula. Percepção da sexualidade em mulheres submetidas à histrectomia total e subtotal. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9921

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-004.pdf
Tamanho: 961.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta